CEO global da AGCO destaca relevância do agro brasileiro

Publicado em: 07 novembro - 2018

Leia todas


“Estamos otimistas com o cenário agrícola da América do Sul, em especial do Brasil. Mesmo com as incertezas na economia e política brasileira, alcançamos números positivos e apresentamos crescimento em relação ao ano anterior. As expectativas para os próximos anos são as melhores possíveis, por isso temos investido tanto na renovação do portfólio das nossas marcas e como na alta tecnologia das nossas fábricas da região, consolidando a AGCO na era da Indústria 4.0.” A avaliação do CEO global da AGCO, Martin Richenhagen, em visita ao Brasil nesta semana, não deixa dúvidas de sua animação com o mercado agrícola nacional.

Boa parte desse otimismo vem da influência do bom desempenho das safras na América Latina no aumento de 17% nas vendas globais da AGCO nos últimos nove meses, comparadas ao mesmo período de 2017. Além do esperado novo recorde da safra de soja no Brasil, a mais recente pesquisa de hábitos do produtor rural, promovida pela Associação Brasileira De Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA), apontou que 34,14% dos produtores pretendem adquirir novos maquinários no próximo ano. A disputa comercial entre EUA e China também deve favorecer a exportação dos equipamentos produzidos no país.

Para atender essa demanda e a evolução tecnológica dos maquinários agrícolas, a AGCO deve completar em 2019 o processo de renovação de 100% do seu portfólio, iniciado em 2017. Trata-se da maior transformação da oferta de produtos de toda a história da companhia, com 159 novos equipamentos. Entre os novos produtos, estão as linhas de tratores Massey Ferguson MF 4700 e MF 5700, que são evolução da família de tratores mais consagrada da marca e mais vendida do país, a MF 4200.

Em 2018, a AGCO destinou um aporte R$ 112 milhões em investimentos, sendo R$ 60 milhões apenas para modernização e aplicação de novas tecnologias na planta da companhia em Santa Rosa (RS) e quadruplicou o tempo de treinamento dos colaboradores da empresa, para reforçar o conceito de “Smart Factory” em suas linhas fabris. Segundo estudo da CNI (Confederação Nacional da Indústria) realizado em 2017, apenas 1,6% das empresas consultadas trabalha com esse conceito.

Alta tecnologia e agricultura de precisão

Entre os novos produtos da empresa, destacam-se a plantadora dobrável Momentum e a colheitadeira IDEAL. A Momentum chega ao mercado brasileiro com a tecnologia Precision Planting, que melhora a distribuição de sementes no campo. O produto terá versões de 24, 30 e 40 linhas. Além disso, a plantadora conta com 18 metros de largura quando aberta, o que aumenta a rapidez no plantio, e 3,6 metros quando fechada, para facilitar o transporte. O armazenamento de sementes também é destaque, com uma capacidade de até 5.130 litros.

A IDEAL é a nova linha de colheitadeiras axiais de alta performance da AGCO. O principal diferencial do lançamento é um sistema de processamento inteligente, que preserva a qualidade dos grãos e oferece melhor manuseio, eficiência energética e capacidade, em uma grande variedade de condições de solo. A colheitadeira IDEAL apresenta as mais recentes inovações tecnológicas na área de agricultura de precisão, oferecendo serviços conectados como o gerenciamento de informações e dados do campo.

 

Fonte: AGCO, com adaptação da Redação MundoCoop



Publicidade