Cooperativa de Minas Gerais vai lançar token digital

Publicado em: 12 julho - 2019

Leia todas


As moedas digitais, além da especulação, trazem uma série de casos de uso para diversos setores. O Brasil é um dos países que querem aproveitar as possibilidades que os criptoativos podem trazer.

Segundo o site Cointelegraph, a produção de café está buscando maneiras de agilizar procedimentos e facilitar a vida dos produtores através do uso de um token digital.

A Cooperativa de produtores de café de Minas Gerais, a Minasul, planeja emitir um token apoiado pelo café. 

Segundo a notícia original da Bloomberg, o presidente do Minasul, José Marcos Magalhães, declarou no Fórum Global do Café em Campinas que a Minasul pretende lançar o token ainda assim mês. Os agricultores poderão usar a moeda para comprar fertilizantes, maquinário e outros produtos não agrícolas – incluindo carros e alimentos – em um mercado digital.

De acordo com o relatório, os agricultores da cooperativa também poderão adquirir o ativo digital em troca da produção atual e futura de grãos de café: 30% da safra atual, 20% da próxima safra e 10% da safra seguinte são elegíveis para troca.

Magalhães explicou que tal mecanismo de financiamento reduzirá os custos operacionais tanto para a cooperativa quanto para os agricultores, já que não exigirá registro por meio de um cartório.

O projeto faz parte de um esforço de digitalização mais amplo da cooperativa Minasul, que também está procurando permitir que os agricultores vendam suas colheitas diretamente através de seus smartphones.

A Minasul, com sede no estado de Minas Gerais, é uma das maiores cooperativas de café do Brasil. O Brasil em si é o maior exportador de café do mundo, sendo líder absoluto neste segmento.


Fonte: Portal Guia do Bitcoin com adaptação da MundoCoop



Publicidade