Ministra destaca importância de sistema de rastreabilidade para a pecuária do país

Publicado em: 06 setembro - 2019

Leia todas


Tereza Cristina ressaltou que é vantajoso ter um sistema com capacidade de rastrear todo o rebanho, principalmente nos estados da Amazônia Legal

Tereza Cristina ressaltou que é vantajoso ter um sistema com capacidade de rastrear todo o rebanho, principalmente nos estados da Amazônia Legal
A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) conheceu no dia 03/09, o Agri Trace Rastreabilidade Animal, sistema desenvolvido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) que permite a certificação de toda a cadeia produtiva de carne bovina, da origem do animal até o produto final para o consumidor, agregando valor ao rebanho dos pecuaristas que integram programas de certificação.

Na apresentação, a ministra destacou a importância de um sistema de rastreabilidade eficiente para o país. “É muito vantajoso ter um sistema onde você tem condições, principalmente nos estados da Amazônia, de rastrear o rebanho todo e falar: ‘Desse estado, você pode comprar carne, porque o Ministério, a federação e o estado assinam embaixo, porque todo o rebanho está rastreado”, disse. Tereza Cristina sugeriu que o sistema seja testado nos estados.

O coordenador de Protocolos de Rastreabilidade do Instituto CNA, Paulo Costa, explicou que “o Agri Trace Rastreabilidade Animal gera transparência resultando em maior confiança entre os parceiros comerciais, oferecendo informações fundamentais para os compradores de qualquer lugar do mundo”.

De acordo com a confederação, 12 protocolos de certificação de carnes bovinas estão disponíveis para adesão, o que proporciona aos pecuaristas o pagamento diferenciado no valor da arroba pelos frigoríficos nas carcaças certificadas. Mais de 8,5 mil produtores já estão cadastrados no Agri Trace Rastreabilidade Animal.

Participaram da reunião o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, José Guilherme Leal, e o vice-presidente da CNA, Mário Borba.


Fonte: Imprensa MAPA com adaptação da MundoCoop



Publicidade