Dia mundial do leite: os desafios do ramo

Publicado em: 01 junho - 2020

Leia todas


A ideia nasceu entre produtores rurais membros da Associação Brasileira de Produtores de Leite (ABRALEITE), em meados de maio. Uma pessoa é desafiada, em vídeo, a tomar um copo de leite e, depois, propõe o desafio a outras pessoas.

Simples assim, mas de grande valia para os produtores e demais agentes da cadeia leiteira no Brasil, que viram cair abruptamente a demanda e a renda nos últimos meses, com as medidas adotadas por conta da pandemia, em especial as restrições para o funcionamento de bares, restaurantes, lanchonetes e similares.

Impulsionado pelas redes sociais, em poucos dias o Desafio do Leite extrapolou o círculo de filiados e amigos da ABRALEITE. A associação dos produtores e entidades parceiras levaram a iniciativa a lideranças do agro, comunicadores, deputados de várias legendas e estados, sensibilizaram a ministra da Agricultura e até o presidente da República. Num simples ato, essas personalidades, e tantos outros brasileiros, deram sua contribuição para incentivar o consumo de leite nestes tempos difíceis.

São mais de 1,2milhão de produtores rurais, a maioria pequenos sitiantes, que acordam toda madrugada para ordenhar os animais. Trabalhadores que dependem do leite e seus derivados para sobreviver. Contando com os empregos diretos, a produção de leite sustenta mais de 5,2 milhões de famílias no campo, evitando o êxodo rural e o inchaço das cidades. No transporte, industrialização e comercialização são outros milhões de empregos indiretos. Contingente que não pode ser ignorado em tempos normais da economia, muito menos na triste crise atual.

Em 1˚ de junho é comemorado o Dia Mundial do Leite. A ABRALEITE e o Fórum Paulista do Agronegócio querem propor a você também o Desafio do Leite. Tome um copo de leite e desafie seus parentes e amigos em vídeo. Vamos incentivar o consumo deste que é um dos alimentos mais ricos em proteínas, cálcio e vitaminas para o ser humano. Essencial para melhorar sua imunidade neste período de pandemia e para a sobrevivência de milhões de brasileiros.

O leite está presente na vida do brasileiro. O Brasil ocupa a 65ª posição no consumo mundial de produtos lácteos, com uma média anual de 169 litros por pessoa, valor abaixo do ideal estabelecido pelas Nações Unidas, que é de 200 a 220 litros por ano. É o quarto maior produtor mundial, com 34 bilhões de litros, sendo Minas Gerais, o maior produtor nacional.

Produção no mundo (em bilhões de litros)

1º lugar – EUA  – 91,3

2º lugar – Índia – 60,6

3º lugar – China – 35,7

4º lugar – Brasil – 34,3

* (Dados FAO e USDA – 2019)


Fonte: ABRALEITE e do Fórum Paulista do Agronegócio/ Agrolink



Publicidade