Avaliação de talentos – Robson Paniago (doutor em Ciências Empresariais pela Universidad Del Museo Social Argentino)


Artigos


Avaliar é uma tarefa delicada e mesmo que o recrutamento e os procedimentos de seleção tenham sido feitos a partir de critérios adequados, não haverá a certeza de que a avaliação seja sempre satisfatória, pois o ser humano é complexo e mutável, o que torna mais difícil a tomada de decisão sobre a efetivação de uma contratação.

Um indivíduo bem selecionado contribui de maneira decisiva para que a empresa produza bens e serviços de qualidade.

A pessoa certa no lugar certo gera um ambiente positivo, que propicia contribuições criativas, inovação, talento e motivação, podendo garantir o alcance dos objetivos organizacionais e pessoais.

O compromisso com a qualidade das pessoas e com a excelência de seus serviços deve ser o principal foco dos processos de recrutamento e seleção, que devem ter um sólido compromisso com a melhoria do capital humano da organização.

Diante desse objetivo, pode ser utilizado tanto o recrutamento interno, identificando e valorizando potenciais da própria empresa, quanto o recrutamento externo, oferecendo possibilidade de valorização do patrimônio humano através de novas aquisições.

Em qualquer caso deve haver transparência e ética nos procedimentos, democratizando as oportunidades para aqueles que tenham potenciais interessantes.

Apesar de todos nascerem com diferentes talentos e possibilidades, quanto mais qualificadas e/ou experientes e bem relacionadas, maior a probabilidade das pessoas serem competentes no exercício de suas atividades.

Um dos principais desafios da gestão de talentos é o estímulo ao desenvolvimento das pessoas, recursos vivos, complexos, diversificados e variáveis, sendo seus padrões de desempenho e qualidade extremamente diferenciados, variando de acordo com o nível hierárquico, a tecnologia aplicada, a tarefa ou atribuição do cargo, entre outros fatores.

*Robson Paniago é doutor em Ciências Empresariais pela Universidad Del Museo Social Argentino, mestre em Administração pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, especialista em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing – SP e Graduado em Administração pela Universidade São Marcos – SP. Atualmente é professor da IBE-FGV.



Publicidade