Inovação como cultura, como um valor a ser buscado por todos – Leandro Macioski é coordenador de Desenvolvimento Cooperativo do Sescoop/PR

Publicado em: 29 julho - 2020

Leia todas


As cooperativas estão inseridas em um ambiente competitivo e de grande complexidade, e estão cada vez mais expostas a um número maior de externalidades. Diante deste cenário buscam incorporar sistemas e unidades de inteligência competitiva em seus processos, objetivando explorar seus recursos e competências de maneira aprimorada nos processos de inovação. Os mecanismos de inteligência funcionam como indutores para um ambiente de inovação. Se devidamente alinhados, esses processos podem gerar bons resultados e propiciar ganhos para as cooperativas.

A administração dos processos de gestão da inovação integra aspectos tecnológicos e humanos na sua construção. Essa integração perpassa por diversas áreas das organizações, geralmente carregada por alto grau de incerteza e desconfiança. A gestão dos processos de inovação provoca confronto entre múltiplos fatores do ambiente externo, forçando as organizações a reagir com rapidez. Em paralelo instabilidade do ambiente interno, exige dos gestores e da direção, delegação de poderes para tomada de decisão, o que pode exigir reavaliação do modelo de gestão adotado.

A busca pelo conhecimento dentro dos processos inovadores está disseminada nas mais diferentes fontes. Para que isso efetivamente ocorra às cooperativas, precisam criar canais que possibilitem que os seus cooperados, colaboradores, parceiros e clientes colaborem e interajam formando um ecossistema de inovação.  

Os modelos de inovação comumente exigem uma relação intrínseca entre as etapas de desenvolvimento, implantação de conhecimentos tácitos e atividades de pesquisa. Porém podemos examinar que o desenvolvimento da inovação não segue padrões lineares de construção e interagem com fontes de conhecimento que estão pulverizadas nas organizações, como elementos da cultura organizacional e processos de aprendizagem que não deram certo em um primeiro momento.

Com o objetivo de fomentar a cultura da inovação nas cooperativas paranaenses, o Sistema Ocepar idealizou o Programa de Inovação para o Cooperativismo Paranaense, um programa de capacitação, sólido e escalável para atender cooperativas de diferentes segmentos e fomentar a inovação de forma bastante prática e adequada à realidade, independentemente do ramo de atuação da cooperativa. O programa tem a intenção de alavancar resultados de forma eficiente, sustentável e exponencial, expandindo a visão de um setor que já é inovador em sua essência.

Por fim, para lidar com as constantes mudanças no contexto, a atualização dos conhecimentos é fundamental. A inovação pode acontecer em qualquer lugar e as pessoas são agentes que geram oportunidades que não podem ser perdidas. Nosso objetivo com o programa de inovação é ter diversidade de pensamento e entendemos que disseminar a cultura da inovação é um processo de melhoria contínua e não um destino.

Para saber mais sobre o Programa de Inovação do Cooperativismo Paranaense acesse aqui: http://paranacooperativo.coop.br/programadeinovacao/


*Leandro Macioski é coordenador de Desenvolvimento Cooperativo do Sescoop/PR



Publicidade