Quebra de paradigmas no marketing cooperativo – Luiz Augusto Araujo (Assessor de Comunicação do Sicoob Goiás Central)


Artigos


O marketing é uma das áreas que mais têm se desenvolvido nos últimos anos. Novos conceitos, novos formatos e novas estratégias brotam de tempos em tempos, acompanhando a velocidade das mudanças tecnológicas e os novos hábitos da geração de consumo. O marketing 1.0, 2.0, 3.0; o marketing one to one; de relacionamento, o marketing de guerrilha; o viral; o cauda longa e todos os outros tipos com nomes sofisticados têm igual objetivo: gerar resultado para quem o aplica.

As mudanças nas estratégias de marketing das corporações e no relacionamento com os seus mercados consumidores são capitaneadas por profissionais cada vez mais capacitados e antenados que se utilizam de ferramentas e soluções inovadoras, sobretudo no mundo digital. Todavia, o desenvolvimento de campanhas criativas e a fermentação das diferentes estratégias não se limitam às cabeças pensantes dos profissionais da área.

Todas as novas fórmulas dependem do velho e tradicional ingrediente: o apoio de quem assina o cheque! Se quem dá as cartas na empresa não “comprar” a ideia, a estratégia inovadora capaz de maximizar os resultados nem sai do papel. Se não houver o apoio da diretoria não há disrupção do modelo convencional. Portanto, o novo está sujeito ao velho! Isso quer dizer que a ousadia das ações de marketing dependerá das decisões da diretoria das empresas (isso inclui às cooperativas) e, muitas vezes, do aval do Conselho de Administração.

Eu participei recentemente de uma estratégia ousada de marketing costurada por mim, representando o Sicoob Goiás Central, e pelos profissionais: Mônica Josi (Sicoob UNI), Thiago Pires (Central Sicredi Brasil Central), Fábio Salazar (OCB-GO) e nossas respectivas equipes de marketing com os serviços de duas excelentes agências (BM2 Comunicação Criativa e ILTDA). Meses depois de muitas conversas e de apoio integral e visionário de diretores e conselheiros das Centrais e das Organizações das Cooperativas do Brasil (OCB) de Goiás e Tocantins, lançamos a campanha Vem Cooperar, veiculada de outubro de 2016 até maio deste ano.

Imagine, por um instante, a união dos dois maiores bancos do país, o Bradesco e o Itaú, numa ação conjunta de marketing. Difícil até imaginar! Porém, no cooperativismo isso foi possível! O Sicoob e Sicredi – os dois maiores Sistemas de Crédito Cooperativo do Brasil -, não só pensaram como realizaram. Em parceria com a OCB-GO e OCB-TO, o Sicoob Goiás Central, Sicoob UNI e a Central Sicredi Brasil Central fizeram história ao lançar a Vem Cooperar – a primeira campanha publicitária conjunta entre Sistemas distintos no cooperativismo brasileiro.

A ação objetivou a divulgação dos produtos e dos diferenciais das instituições financeiras cooperativas. Uma estratégia ousada e que rendeu excelentes resultados, principalmente no mundo digital. A campanha, veiculada em mídias digitais e tradicionais, atingiu 12,7 milhões de indivíduos impactados com os princípios e valores do cooperativismo. Somente no Facebook foi registrado um alcance de 2,9 milhões e no Instagram, mais de 3,3 milhões de visualizações.

Um resultado que foi fruto de uma estratégia inovadora de marketing, sim, mas sobretudo alcançado graças às decisões dos líderes das Centrais do Sicoob e Sicredi, sediadas em Goiás, com o apoio da OCB-GO e OCB-TO. Os presidentes das respectivas instituições assinaram os cheques, é verdade, mas, sobretudo, subscreveram um novo caminho, no qual é possível que diferentes instituições cooperativas caminhem juntas em prol de um objetivo comum: a difusão da cultura cooperativista.

*Luiz Augusto Araujo é jornalista, palestrante, assessor de comunicação do Sicoob Goiás Central e autor dos livros “A arte de conVENCER” e “Comunicando com Estratégia”.



Publicidade