Sicoob concede R$ 1,4 bilhão do Peac em apenas três semanas 

Publicado em: 21 outubro - 2020

Leia todas


Sinal evidente de que a demanda aquecida por crédito deverá continuar por um bom tempo, após o ‘tombo econômico’ devido à pandemia, o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) já concedeu recursos no montante de R$ 1,4 bilhão a micro e pequenas empresas, no curto período de três semanas, contadas a partir de 18 de setembro último.

Os recursos são concedidos sob a forma de crédito com garantia do Programa Emergencial de Acesso ao Crédito (Peac), criado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para atender os negócios desse segmento, no período mais delicado da pandemia. 

Tradicionalmente grande apoiador de micro e pequenos empresários, o Sicoob é considerado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) um dos melhores players (participantes) do mercado financeiro, em termos de taxa de sucesso, no que toca ao acesso ao crédito, no período citado.

Ao longo de sua história, o Sicoob sempre auxiliou seus cooperados na conquista de duas metas conjuntas: a justiça financeira para seus negócios, tendo em vista a realização de seus sonhos.   “Quando a crise começou, percebemos que muitos micros, pequenos e médios empresários enfrentariam muita dificuldade para manter as contas em dia. Daí resolvemos oferecer diversas linhas de crédito, por meio do Sistema (Sicoob)”, conta o diretor comercial e de canais do Centro Cooperativo Sicoob, Francisco Reposse, ao estimar que esse benefício deverá atingir, ao menos, 12 mil cooperados.

Coberto pelo Fundo Garantidor para Investimentos (FGI) – com crédito mínimo de R$ 5 mil e máximo de R$ 10 milhões – o Peac tem período de carência de 12 meses e prazo total de operação que varia de 12 a 60 meses, dependendo do que for negociado entre empresário e  cooperativa. Também é negociada entre as partes a taxa de juros, previamente limitada a 1% ao mês.

Já pelo Pronampe – igualmente destinado ao segmento de micro e pequenos – o Sicoob soma contratações no montante de R$ 2,5 bilhões. Em apenas três meses, a cooperativa de crédito tem a expectativa de injetar R$ 5 bilhões na economia nacional.  


Marcello Sigwalt – Redação MundoCoop com informações assessoria


Notícias Relacionadas



Publicidade