A União Faz a Vida: projeto reúne professores em Mococa


CREDICOOP


O primeiro Encontro dos Educadores do Programa A União Faz a Vida (PUFV) realizado pelo Sicredi União PR/SP na cidade de Mococa (SP) reuniu 350 professores da rede de ensino de Aguaí, Mococa e São José do Rio Pardo, além de gestores, assessoras pedagógicas, autoridades e parceiros desta cooperativa.

Durante o evento, que aconteceu em 27 de julho, foram ministradas duas palestras direcionadas para os educadores participantes do Programa A União Faz a Vida, com os educadores Nailor Marques Júnior e Julio Furtado. No decorrer do dia aconteceram ainda apresentações da Companhia Sou Arte, de Campo Mourão, e atividades recreativas com a equipe Moco Físio de atendimento móvel fisioterapêutico.

Em sua fala durante a abertura do evento, o diretor executivo da Sicredi União PR/SP, Rogério Machado, lembrou Paulo Freire, educador que participou de diversos projetos desenvolvendo métodos de alfabetização e ensino, e afirmou: “ao realizar esse primeiro evento pedagógico, esperamos contribuir com o trabalho dos professores”, afirmou. “A essência do programa está na valorização do educador e no fortalecimento das parcerias entre os agentes envolvidos”.

Na primeira palestra do dia, o professor Nailor Marques Júnior abordou ‘Educação para hoje ou o caminho para a excelência’, tema que afirmou usar para tentar instrumentalizar os professores mentalmente. “Não uso minhas apresentações para ensinar, mas para rever conceitos”, destacando que educação “não se aprende, mas se apreende, pois ela vem em forma de informação, ou seja, é aquilo que se tira de algo como livros, televisão ou a internet”. “Conhecimento é o que se consegue usar dessa informação que recebemos diariamente e vinda dos mais diversos canais. No mundo atual, não existe mais diferença entre verdade e mentira, portanto os professores têm obrigação de fazer seus alunos terem a percepção de entender o que é uma coisa e outra”.

A segunda palestra do dia, ‘Gestão da sala de aula – construindo caminhos para a aprendizagem significativa’ foi o tema que o professor Julio Furtado apresentou. “No mundo de hoje, o professor tem que ser o gestor da sala de aula e, para promover o conhecimento é preciso construir uma relação positiva com os alunos”, afirmou. “A escola chama de bom aluno quem aprende o conteúdo, não aquele que desenvolve habilidades e isso já não serve mais”, enfatizou. Para ele,  não basta dominar o conteúdo e ter todo o conhecimento, é necessário criar uma relação afetiva com o aluno e enxergá-los os como pessoas melhores. “Criamos uma relação afetiva com os bons alunos, mas isso não está certo. Temos que ter um esforço para se interessar não só para os bons, mas com todos. Sempre vai haver aqueles que não correspondem facilmente e esses tem que ter o foco do professor”, concluiu.

Para a coordenadora local do PUFV, na cidade de São José do Rio Pardo, Renata Daniele Vechini Dal Bom, o programa desenvolvido no município tem propiciado uma grande vivência de atitudes, valores, cooperação e cidadania entre os professores envolvidos. “Acredito que o conhecimento, quanto mais compartilhado mais atinge o ensino e gera aprendizagem de qualidade”, afirmou a gestora das Escolas do Campos, grupo de colégios rurais do município.

Já para Patrícia Tenório, coordenadora local em Aguaí, o programa prega uma mudança de atitude e de consciência do educador. Sobre o evento, afirmou que o encontro contribuiu para valorizar esses profissionais. “O programa ‘A União Faz a vida’ coloca o professor no seu devido lugar, ou seja, como o agente principal da prática pedagógica. E, eventos como esse ajudam tanto na formação escolar como na capacitação dos docentes, promovendo suas habilidades, atitudes e valores”, disse a professora.

De acordo com Gisely de Almeida, o programa busca disseminar os valores de cooperação e cidadania nas escolas. “A União Faz a Vida é uma forma dos educadores aprimorarem o que já realizam na prática, com objetivo de formar cidadãos mais cooperativos para o futuro”, explicou. Sobre a primeira edição do evento, afirmou que uma junção de esforços foi o que fez que o encontro ser realizado. “Foi muito gratificante concretiza o Encontro de Educadoras, agora vamos trabalhar para tentar criar uma periodicidade para que outros aconteçam”, concluiu a coordenadora do Programa A União Faz a Vida, da Sicredi União PR/SP.

Atualmente, nessas três cidades do Centro Leste Paulista, o programa atende quatro mil alunos e conta com 350 educadores, distribuídos em 44 escolas.  O final do encontro foi marcado pelo show musical da dupla Kaike & Kauê , seguido de coquetel.

O Programa A União Faz a Vida é a principal iniciativa de responsabilidade social do Sicredi, que tem como objetivo promover valores de cooperação e cidadania entre crianças e adolescentes, por meio de práticas de educação cooperativa. As ações têm como protagonistas os alunos, educadores, a família e toda a comunidade envolvida nas atividades. Ao todo, 17 mil educadores e mais de 215 mil alunos, de aproximadamente 1.400 escolas, participam do Programa atualmente, em âmbito nacional. No Paraná, São Paulo e Rio Janeiro, está presente em mais de 100 municípios, contemplando cerca de 420 escolas, 5.300 educadores, 62.500 crianças e adolescentes e 24 cooperativas.



Publicidade