Alegra Foods apresenta primeiro Relatório de Sustentabilidade

Publicado em: 10 abril - 2018

Leia todas


Resultado da união das cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal, que constituem o grupo Unium, a Alegra Foods divulgou seu primeiro relatório de sustentabilidade, atendendo às normas da Global Reporting Initiative (GRI) – instituição mundial referência na criação de uma estrutura para medir o desempenho sustentável de empresas, repartições públicas, ONGs e outras organizações, com recomendações seguidas por instituições de diversos países e que estimula maior transparência nos impactos críticos e relevantes de natureza ambiental, social e econômica das companhias.

Alegra Foods apresenta primeiro Relatório de Sustentabilidade (Foto: Divulgação)

Alegra Foods apresenta primeiro Relatório de Sustentabilidade (Foto: Divulgação)

No caso da Alegra Foods, o relatório mostra a performance da companhia no ano de 2016, referente à Unidade Industrial de Carnes (UIC), e apresenta os resultados nos aspectos sociais, econômicos e ambientais perante seus stakeholders. “Os resultados foram publicados no fim de 2017, pois foi necessário criar um monitoramento, fazer a reunião das evidências e estruturação das informações. Desta forma, em breve, também será apresentado o relatório de performance do último ano”, comenta o superintendente da marca, Ivonei Durigon.

Para compor o relatório, a equipe contou com a coordenação do Laboratório de Estudos em Sistemas Produtivos Sustentáveis – LESP, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Campus Ponta Grossa, e a análise do material foi feita por gestores das áreas com aprovação da superintendência da UIC. Os dados econômico-financeiros foram auditados por terceiros – BDO RCS Auditores Independentes S.S – conforme Relatório Anual da Castrolanda Cooperativa Agroindustrial Ltda, uma das cooperativas que integram a marca Alegra.

Segundo Durigon, o material apresenta todas as áreas da empresa e divulga as ações e metodologias sustentáveis, de qualidade e bem-estar. Entre os pontos abordados no relatório estão:

Mercado – Além de atuar no mercado brasileiro, a Alegra está presente em mais 25 países, dentre eles Argentina, Cingapura, Bahamas, Maldivas e Uruguai.

Colaboradores – O ambiente de trabalho é uma das grandes preocupações da marca, por isso, todos os projetos de desenvolvimento industrial foram concebidos e aplicados com tecnologias modernas e projetos ergonômicos de paisagismo, áreas de descanso e convivência.

Gestão de pessoas – A remuneração dos colaboradores está dentro do oferecido pelo mercado e, além disso, inclui benefícios como seguro de vida, convênio com farmácia, convênio odontológico, plano de saúde, ótico, previdência privada, academia, material escolar, bolsa educação e vale alimentação. As contratações são priorizadas para colaboradores da região e o investimento em capacitação é um ponto chave para o desenvolvimento e sucesso do negócio.

Gestão de recursos hídricos – A sustentabilidade está presente na produção da empresa desde a planta industrial. Um dos pontos que favorecem o meio ambiente no local é a captação de água da chuva em toda a área de telhados. Assim, 10% da água consumida na unidade foi proveniente da captação e o restante aduzido do Rio Piraí.

Gestão de energia elétrica – O uso de um sistema de absorção do vapor residual da indústria como insumo para a geração de frio e a utilização de uma matriz energética baseada em fontes renováveis que representam 98% do consumo são duas das formas que a marca encontrou de tornar a produção mais sustentável.

Emissões – São feitos monitoramentos periódicos das emissões atmosféricas, especialmente nas duas caldeiras flamotubulantes utilizadas para a produção de vapor.

Selo NAMI (North American Meat Institute) – A Alegra Foods é a primeira planta industrial de alimentos a conquistar o selo NAMI (North American Meat Institute) em bem-estar animal para suínos pela WQS, através de auditores homologados pela PAACO (Professional Animal Auditor Certification Organization). Essa certificação garante a qualidade dos produtos e do processo de produção dos mesmos, além de garantir que eles sejam entregues ao consumidor final com a comprovação dessa qualidade.



Publicidade