Cooperativas contribuem para acordo internacional


Destaque


A participação das cooperativas brasileiras em reuniões como as que debatem a aplicação do Acordo de Transporte Internacional Terrestre (ATIT) – implementado no Brasil por meio do Decreto nº 99.704/90 e consolidado como o principal instrumento regulador da prestação de serviços terrestres de cargas e passageiros, inclusive transporte ferroviário entre países do Cone Sul – é defendida pela OCB como caminho para o cooperativismo brasileiro evidenciar a força e o respeito que o segmento recebe por parte das empresas e instituições que contratam a prestação de serviços internacionais de transporte.

Exemplo de ação pela concretização dessa meta foi a participação de representantes das cooperativas de transporte, nos dias 28 e 29 de setembro, na reunião técnica promovida na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em Brasília. (DF) para alinhar as demandas junto com os demais representantes privados do transporte nacional a serem trabalhadas no âmbito do Mercosul, por meio do Subgrupo de Trabalho nº 5 – Transportes do Mercosul (SGT nº 5), no período de 11 a 13 de outubro, na cidade de Montevidéu, no Uruguai.



Publicidade