Cooperativismo se reúne em MG para discutir Liderança e Estratégia


Entrevista


Com palestras a cargo de personalidades influentes da alta gestão a nível nacional e internacional, o World Coop Management 2017 será realizado nos dias 2 e 3 de outubro e, seguindo o modelo das duas edições anteriores, reunirá   para profissionais e líderes de cooperativas e entidades do setor que buscam a reciclagem e a capacitação, mantendo-se atualizados sobre os novos conceitos, tendências e estratégias de atuação e métodos em seus negócios e cooperativas. Para isso, disponibiliza conhecimentos inovadores e o desenvolvimento de novos métodos e conceitos, para que os dirigentes alcancem uma posição de destaque em mercados cada vez mais competitivos, sempre sob três aspectos: tendências, link internacional e link Brasil.

O WCM é um congresso anual idealizado e realizado pela Wex Business. Esta terceira edição, da mesma forma que as duas anteriores, acontecerá em Belo Horizonte (MG), no Espaço Unimed-BH, com patrocínio do Sistema Ocemg, Unimed Belo Horizonte, Mapfre, Coopercon, Sistema OCB e Seguros Unimed. A MundoCoop, como nas edições anteriores, é a mídia oficial do congresso.

Resumindo as expectativas, Ronaldo Scucato, presidente do Sistema Ocemg,  relaciona a performance das cooperativas mineiras à manutenção da sede na capital do Estado: “O fato de um evento dessa magnitude, envolvendo cooperativistas de todo o Brasil e até de outros países, ser realizado pela terceira vez consecutiva em Minas Gerais demonstra que estamos seguindo um caminho relevante no contexto do setor. Principalmente por ser um seminário com foco na qualificação de líderes e gestores, que é uma linha que temos adotado no Sistema Ocemg e está refletindo nos bons resultados das cooperativas mineiras. Fechamos 2016 com movimentação financeira de R$ 43 bilhões, o que corresponde a 7,8% do PIB do Estado,  com quase 1,5 milhão de cooperados e gerando mais de 38 mil empregos”.

Para falar sobre o WCM 2017, nada melhor do que um entrevista com o seu presidente Luiz Branco. Confira os trechos principais.

Luiz Branco, presidente World Coop Management (WCM) 

Essa é a terceira edição do evento. Além da grade de palestras com temas essenciais aos gestores cooperativistas, o WCM traz como novidade um aplicativo. Como foi essa evolução?
O congresso vem crescendo e evoluindo a cada ano, pois procuramos focar em temas de grande interesse e até de necessidade do setor cooperativista. A cada ano, temos novidades, como o aplicativo interativo que estamos lançando esse ano para todos os participantes e que lhes proporcionará uma nova forma de se informarem sobre todos os detalhes, sempre que desejarem, com os temas mais importantes, vídeo ou áudio, acessíveis a partir dos seus smartphones ou tablets. O aplicativo também dará acesso à agenda do evento, ao mapa do congresso, às informações sobre o grupo de palestrantes deste ano, e disponibiliza chat com a organizadora do evento, em qualquer lugar, além de poder enviar perguntas aos palestrantes. Quisemos aliar o tema-foco deste congresso, a Inovação, com a criação deste meio de informação inovador!

Como os tema centrais vêm contribuindo para a prática cotidiana dos gestores das cooperativas brasileiras?
O WCM é um congresso de Liderança e Estratégia e a cada ano temos um tema central que permeia e faz o “link” com o setor cooperativo.
Na primeira edição, foi Educação; ano passado, Economia e Finanças; e neste ano será Inovação. Ou seja, temas muito importantes para o dia a dia das cooperativas, que são debatidos em um congresso com objetivo e formato que permitem que os temas apresentados e as tendências trazidas pelos gurus internacionais sejam linkados com o setor cooperativista internacional. Na sequência, todo esse conhecimento da alta gestão é colocado de maneira que o participante possa utilizar na prática e na realidade do mercado brasileiro.

Como o evento deve evoluir a partir desta edição?
A partir do próximo ano, teremos muitas novidades e o WCM vai crescer no seu formato, no número de palestrantes e interação com o público. Será o maior evento de todos e discutirá dois pontos fundamentais para o setor cooperativo: Competitividade e Sustentabilidade.

Quem for ao WCM 2017, o que vai encontrar de efetivo para a evolução da cooperativa e do movimento como um todo?
Em 2017 o WCM estará focado em Competitividade, Inovação e Tecnologia, as bases para um futuro verdadeiramente global e de sucesso. Vamos propor desafios e procurar mais conhecimentos, vamos estimular ideias e conceitos, traçando o caminho para um futuro inspirador em que as pessoas são o foco central.


A PROGRAMAÇÃO DO WCM 2017

Nesta edição, a agenda tem início com o guru internacional, James Bannerman (tendências), seguido de Simon Parkinson, do Co-operative College, fala sobre a evolução dessa instituição praticamente centenária. Bill Hampel dará  sua contribuição ao trata dos cenários atuais sobre liderança e inovação nas cooperativas de crédito norte-americanas . Encerrando o primeiro dia, Ari Piovezani, um provocador de mudanças, aplicará a metodologia que criou e consagrou na condução de profissionais.

O segundo dia começa com Jim Cunningham , consultor internacional de negócios, com 15 anos de serviços prestados à Walt Disney Company; seguido por Paul Hazen, fundador do domínio “DotCoop”, traz sua experiência como líder da Impact,  iniciativa que documenta os benefícios econômicos e sociais das cooperativas em desenvolvimento no mundo. Na sequência, Caroline Naett, diretora da Coop FR, traz a experiência francesa com cooperativas. O professor Sidney Leite encerra o congresso, trazendo a metodologia do Oceano Azul, com ênfase em temas como a ética e a comunicação na Era Digital.

Nos dois dias, o fechamento contará com painel de debates e conclusões com todos os palestrantes do próprio dia.
Mais informações no site.



Publicidade