Governo quer divulgar produtos agrícolas brasileiros no Japão, China e Vietnã

Publicado em: 12 abril - 2019

Leia todas


O governo federal quer divulgar os produtos da agricultura brasileira em países asiáticos. O ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento anunciou, dia 8 de abril, que a ministra Tereza Cristina vai viajar ao Japão, China e Vietnã para uma série de encontros com autoridades e investidores estrangeiros.

De acordo com a pasta, a ministra deve chegar, no dia 9 de maio, a Tóquio, onde participará de reuniões bilaterais com os ministros da Agricultura e da Saúde japoneses. Os encontros, segundo o secretário de Comércio e Relações Internacionais do Ministério, embaixador Orlando Leite Ribeiro, são parte dos esforços para a abertura de novos mercados para produtos brasileiros, como frutas e carnes, além da manutenção e ampliação da pauta exportadora do agronegócio.

Com o objetivo de ampliar o relacionamento com os consumidores desses países, a ministra deve participar, em cafeterias de Tóquio e Xangai, na China, de eventos de promoção de cafés especiais brasileiros. “A intenção do governo brasileiro é contribuir com as iniciativas que o setor privado tem promovido no exterior, em parceria com a Associação Brasileira de Cafés Especiais. Os países asiáticos são a nova fronteira para o mercado do café”, explicou o secretário, que acompanhará a ministra e empresários de diferentes segmentos do agronegócio.

Está prevista ainda, na capital japonesa, a participação da ministra em reunião com representantes da Federação das Indústrias do Japão (Keidanren) para tratar de parcerias, atração de investimentos e troca comercial entre os dois países. Em outra cidade japonesa, Niigata, nos dias 11 e 12, haverá o Encontro de Ministros da Agricultura do G20 (grupo das 20 maiores economias do mundo). “A ministra vai defender o modelo agrícola brasileiro, pautado no tripé de segurança alimentar, sustentabilidade e responsabilidade social”, afirmou Ribeiro, acrescentando que ela apresentará também “o exemplo de preservação ambiental, com mais de 66% do território brasileiro preservado e apenas 30% dedicado a lavouras, florestas plantadas e pastagens, incluindo pastagens nativas”.

Café brasileiro na China

No dia 13, a ministra participará do evento de promoção dos cafés especiais na China, em Xangai. O mercado chinês de café é um dos que mais cresce no mundo, segundo o ministério. No dia 14, a ministra participará da abertura oficial da feira Sial, inaugurando o pavilhão brasileiro organizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) e pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), com a participação de cerca de 50 empresas.

Nos dias 15 e 16, em Pequim, a ministra brasileira deve ter encontros bilaterais com autoridades da área sanitária, acrescentou a pasta, para discutir temas agrícolas de interesse do Brasil, além de uma agenda com universidades chinesas.

Em seguida, viajará ao Vietnã, onde também irá defender a abertura de mercado a produtos brasileiros. Ela terá encontro bilateral com o ministro da agricultura vietnamita, em Hanói, no último dia da missão, 17 de maio.


Fonte: Portal Revista Cultivar com adaptação da MundoCoop



Publicidade