Prevenção compartilhada aumenta segurança na Cocamar

Publicado em: 05 dezembro - 2018

Leia todas


Inovando na segurança dos colaboradores, a Cocamar Cooperativa Agroindustrial comemora a redução significativa, nos últimos meses, do número que define como “ocorrências de comportamentos inseguros” na condução de veículos.

REGISTROS – Em abril, foi instalado um sistema de telemetria em caráter experimental nos veículos, cujo objetivo era registrar o comportamento natural dos condutores da Cocamar. Neste experimento, houve 56 registros de comportamentos inseguros a cada 1000 quilômetros rodados, relacionados a situações como frenagens e acelerações bruscas, curvas inadequadas, velocidade acima de 110 km/h e superior a 90 km/h sob chuva.

EVOLUÇÃO – Já em junho, após sensibilização dos condutores, treinamento dos gestores, adoção em definitivo da ferramenta de telemetria e implantação do sistema de reconhecimento facial para 220 veículos da frota de veículos leves, a quantidade de ocorrências diminuiu verticalmente para 18 e foi reduzindo ainda mais nos meses seguintes, chegando a 11,8 em outubro, para cada mil quilômetros rodados – menos de 80% no comparativo com abril.

PARCERIA – “A segurança é mais que uma prioridade, é um valor na Cocamar”, enfatiza o gerente de Armazenagem e Transporte, Ezequiel Scopel, explicando que o projeto se intitula Vida Segura. O gerente comenta que a iniciativa foi viabilizada a partir de uma parceria entre a Cocamar, sua coligada Transcocamar e a empresa Golsat, de Londrina (PR), detentora da tecnologia, com a finalidade de gerar informações para aprimorar o gerenciamento dos recursos e promover uma redução de acidentes.

RECONHECIMENTO – Mesmo em tão pouco tempo depois de implantada, a experiência chamou a atenção por seu ineditismo e vem sendo tão positiva que conferiu à Cocamar o 16º lugar na premiação intitulada como “The 100 Best Fleets” da América Latina, para as empresas reconhecidas entre as que fazem a melhor gestão de frotas. O ranking foi conhecido durante o congresso internacional WTM18 no final de outubro em São Paulo (SP). Na oportunidade, especialistas de dezenas de países participantes conheceram o projeto da cooperativa, apresentado por Scopel.

Segundo eles, a Cocamar é a primeira organização, em todo o mundo, a fazer o cruzamento das imagens dos condutores com o reconhecimento facial na gestão de veículos.

COMO FUNCIONA – A partir de um dispositivo colocado internamente no para-brisa, logo abaixo do espelho do condutor, o sistema faz o reconhecimento via consulta a um banco de imagens, permitindo, ao mesmo tempo, vários outros dados para o controle da frota, entre os quais o horário de uso, o total de quilômetros rodados, a trajetória do veículo e velocidade incompatível com a sinalização da via. Durante o deslocamento, o condutor é informado, por um sinal intermitente ou contínuo, se cometer um ato inseguro. As informações a respeito da viagem dos mais de 1,5 mil condutores ficam disponíveis em forma de relatórios aos gestores que, com isso, acompanham e podem aprimorar o comportamento da equipe ao utilizar os veículos. Caso uma pessoa não autorizada assuma o comando do veículo, a mesma é registrada pelo dispositivo.

OUTROS BENEFÍCIOS – De acordo com o gerente, o projeto vai promover redução do desgaste dos veículos, possibilitar uma avaliação da taxa de utilização dos mesmos e identificação de alternativas para a redução de combustível. Todos os veículos são adesivados, na parte traseira, com a frase “Velocidade controlada por via”, o que pode influenciar outros condutores a adotarem a mesma prática.

RESPOSTA – “O mais importante de tudo é que tivemos uma resposta imediata dos condutores no compromisso de ampliar a segurança na cooperativa, utilizando uma tecnologia inovadora no mercado, o que é muito gratificante”, conclui Scopel.

 

Fonte: Imprensa Cocamar



Publicidade