Muito além da divulgação

Publicado em: 19 julho - 2019

Leia todas


Empreendedor, preste atenção, investir na produção de um ótimo produto e oferecer excelentes serviços não adianta nada se seu
cliente não se encantar com seu negócio

Um recorrente equívoco, ainda nos dias atuais, em pequenas, médias e grandes empresas é considerar o marketing como despesa e não exatamente como investimento. Outro erro, ainda mais grave é, ao primeiro sinal de crise, cortar senão tudo, boa parte da pequena e magra verba do marketing. 

Muitas organizações se estruturam, investem grandes somas no desenvolvimento do produto, na infraestrutura logística, no treinamento de pessoal e resolve deixar de lado o fundamental: o marketing. Fica a pergunta, como conquistar a preferência dos potenciais clientes sem nenhum trabalho ou estratégia para encantá-los? 

Há, ainda, quem pense que um bom produto ou serviço se vende unicamente por seus atributos. Não funciona assim. Se você não investir em marketing, se você não contar com um bom trabalho de comunicação com o mercado, seu investimento em maquinário, tecnologia, pessoal, infraestrutura e logística será inútil pois seus concorrentes conquistarão mais clientes que você.  

Diz Philip Kotler, um dos mais respeitados especialistas em marketing do mundo: “Satisfazer os clientes não é mais o suficiente: é preciso encantá-los”. Esse é o segredo de qualquer negócio. E se você é um sujeito inteligente e perspicaz, se você é o tipo de empreendedor que sabe valorizar especialistas para oferecer alta qualidade em produtos ou serviços, então não titubeie no momento mais importante de seu negócio: a hora do encantamento de seus clientes. Invista em marketing e comunicação eficientes. 

Um bom marketing, aquele que estuda e sabe ouvir os clientes, pode até mesmo ajudar na concepção do produto certo para um determinado momento da sociedade. Vale aqui destaque para frase lapidar do mago Steve Jobs: “É algo complicado, é difícil desenhar produtos concentrando-se no público-alvo. Muitas vezes as pessoas não sabem o que querem até que você mostre a elas”. A Apple, de Jobs, é sempre uma excelente referência de uma empresa que, como poucas, sabe harmonizar perfeitamente bem tecnologia e comunicação com os consumidores. 

Criar um plano de marketing é pensar com a cabeça do consumidor, procurar identificar o que ele procura, precisa e está disposto a pagar para obter conforto, praticidade e utilidade em seu dia a dia. A divulgação é a alma do negócio, por isso o empreendedor acredita que não basta apenas oferecer produtos com qualidade e preço baixo, o cliente precisa de um atrativo para que possa comprar e para obter sucesso em suas estratégias de marketing é necessário investimentos.

Mas não confunda marketing com promoção pura e simples como fazer um anúncio em rádio, revista, site ou TV, distribuir panfletos pelas casas ou mesmo fazer um outdoor propagandeando seu negócio. Marketing é um conjunto de estratégias de comunicação que inclui, além da propaganda, ações de assessoria de imprensa e um forte trabalho digital, especialmente nas redes sociais.  

A Mercedes-Benz é outro excelente exemplo de empresa que não só pratica como entende muito bem como valorizar e tirar proveito de um marketing altamente profissional. De acordo com Ari de Carvalho, diretor de vendas e marketing caminhões da Mercedes-Benz do Brasil, “a estratégia de marketing é muito importante para ampliar o relacionamento com os clientes, manter o sucesso dos negócios e ressaltar a imagem da marca perante o público”. 

Ari de Carvalho, diretor de vendas e marketing caminhões da Mercedes-Benz do Brasil

De acordo com o executivo, o marketing é a área que mais capta, estuda e entende os movimentos dos clientes e do mercado. “Na nossa empresa, com base no conceito ‘As estradas falam. A Mercedes-Benz ouve’, temos nos aproximado cada vez mais dos motoristas, autônomos e frotistas para conhecer as suas expectativas e necessidades em produtos e serviços e transformá-las em realidade, de maneira eficaz e assertiva”. 

Para Ari de Carvalho, a dimensão continental do Brasil exige uma eficácia ainda maior e mais assertiva dos trabalhos de marketing. “Entendemos que temos vários “Brasis” dentro do Brasil. Por isso, temos também o compromisso de conhecer o dia a dia de cada motorista e suas peculiaridades. São essas histórias que nos motivam a realizar ações cada vez mais sintonizadas com a rotina dos profissionais da estrada. Não basta apenas desenvolvermos comunicações diretas, precisamos mergulhar no universo deles e apresentar soluções que vão ao encontro do que eles precisam no seu trabalho”. 

É pelo fato de existir a competição no mercado que o marketing é tão importante para as empresas. Melhorar o relacionamento, analisar comportamento, estudar concorrentes, monitorar marca, otimizar conversão, ser Top of Mind, pesquisar tendências, planejar ações, são algumas das coisas que o marketing pode fazer pela empresa.

E devido o marketing ser uma ciência que estuda diversos segmentos do mercado, é muito comum ver o termo ‘marketing‘ associado a outras palavras que acabam criando novas áreas de estudo como: Marketing 1.0/2.0/3.0 – Endomarketing – Geomarketing – Marketing Digital – Marketing Viral – Marketing de Guerrilha – Telemarketing  – Marketing online – Email Marketing – Marketing de Serviços – Marketing Politico – Marketing de conteúdo (Inbound Marketing) – Marketing direto – Mobile Marketing – Marketing Multi-nível – Marketing offline – Remarketing – Cross-Marketing – E tirando a palavra ainda temos:  Negociação – Comportamento – Gamefication – Assessoria – Visual Merchandising – Experiencia de usuário – Redes Sociais – Gestão de Marca entre outros. Se isso tudo é complexo para você, então, decididamente, é hora de você pensar em contratar profissionais de marketing! 


Por Mauro Cassane – Matéria publicada na Revista MundoCoop, edição 88



Publicidade