InpEV: educação e parceria


Pessoas


Confira a entrevista com Maria Helena Zucchi Calado, gerente de Sustentabilidade do inpEV, sobre os planos para 2017 e o relacionamento com as cooperativas e o cooperativismo.

Criado em dezembro de 2011, pela indústria fabricante de defensivos agrícolas, como entidade sem fins lucrativos, o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV) tem a finalidade de viabilizar o funcionamento do Sistema Campo Limpo (logística reversa das embalagens vazias de defensivos agrícolas), com base nos requisitos da Lei Federal 9.974/00, que determina a responsabilidade compartilhada entre os envolvidos.

Hoje, o inpEV conta com mais de 100 empresas fabricantes de defensivos agrícolas do Brasil e nove entidades representativas da indústria, dos canais de distribuição e dos agricultores. Entre suas responsabilidades estão a coordenação das atividades para a destinação das embalagens vazias, a promoção de ações de conscientização e a educação, relacionando-se, para isso, com elos da produção de defensivos agrícolas no Brasil: produtores rurais, fabricantes e canais de distribuição de produtos fitossanitários.

Os resultados podem ser mensurados de várias formas, mas, o engajamento de todos os envolvidos levou o sistema a superar 410 mil toneladas de embalagens vazias de defensivos agrícolas desde o início da operação, em 2002.

A gerente de Sustentabilidade do inpEV, fala sobre os planos para 2017 e o relacionamento com as cooperativas e o cooperativismo.

Quais os planos do inpEV para 2017?

Com um processo moderno e eficiente de gestão de recebimento e destinação das embalagens vazias de defensivos agrícolas, o Sistema Campo Limpo está preparado para atender à demanda dos produtores rurais brasileiros em 2017. Diante de um cenário positivo, em que deve ser registrada uma safra recorde de grãos (cerca de 15% maior do que em 2016, de acordo com a Conab – Companhia Nacional de Abastecimento), o inpEV continuará investindo em aperfeiçoamento de suas práticas e no aprendizado a partir da experiência.

O inpEV atua também na formação e na educação ambiental. Quais cursos mantém, a quem se destinam e como participar?

Uma das grandes missões do sistema é promover ações de educação e conscientização. Entre os destaques, está o Dia Nacional do Campo Limpo, comemorado em 18 de agosto para celebrar os resultados do Sistema e disseminar mensagens educativas sobre a conservação ambiental entre a população do entorno das unidades de recebimento. Desde sua primeira edição, em 2005, já teve a participação de mais de 1 milhão de pessoas.

Temos parceria com Secretarias Municipais de Educação e outros agentes educacionais para aplicação do Programa de Educação Ambiental Campo Limpo, voltado para alunos de 4º e 5º anos do Ensino Fundamental. Apenas em 2016, cerca de 210 mil alunos de 2 mil escolas de todo o País receberam kits pedagógicos, alinhados às recomendações dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) do MEC, contribuindo com a educação ambiental das crianças.

Também oferecemos o curso virtual Sistema Campo Limpo, programa de educação interativa que permite ao usuário aperfeiçoar e testar seus conhecimentos sobre destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas pelo site do inpEV.

Como é o relacionamento com as cooperativas? Que ações são desenvolvidas em conjunto?

A Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) é entidade associada ao inpEV e membro do seu Conselho Diretor. Esse conselho se reúne mensalmente, de modo que a frequência de interação é constante. Como entidade que representa as cooperativas, a OCB tem a responsabilidade de levar informações e deliberações sobre o Sistema Campo Limpo, além de agregar conhecimento e orientações para o bom funcionamento do Sistema. As ações desenvolvidas em conjunto são prioritariamente relacionadas à responsabilidade compartilhada de educar e conscientizar os elos da cadeia agrícola sobre suas obrigações relacionadas ao Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas) previstas na legislação.

Como essas ações podem ser potencializadas?

A garantia da efetividade das ações tem relação direta com a proximidade entre as entidades e o compromisso com a sua continuidade. Estamos atentos e abertos a novas oportunidades que possam surgir.



Publicidade