Cooperativa completa 10 anos de utilização de energia limpa

Publicado em: 20 outubro - 2020

Leia todas


A Cooperativa Santa Clara completa em outubro 10 anos de utilização de fontes de energia limpa e totalmente renovável, fato que gerou uma redução de 12,8 mil tCO2e (toneladas de dióxido de carbono equivalente). Apenas no ano de 2019 reduziu-se 1,9 mil tonelada de CO2.

“Atualmente, as empresas se preocupam cada vez mais em produzir de forma sustentável e a Santa Clara não é diferente. Sempre revisamos nossos processos e os ajustamos para as melhores práticas, inclusive ambientais. Na utilização fontes de energia limpas e renováveis, a Cooperativa partiu na frente há uma década. Entre tantas ações que realizamos, é importante destacar a compra de energia limpa porque ela gera grande impacto no futuro. Essa iniciativa contribui com o desenvolvimento econômico, social e preservação dos recursos naturais para as próximas gerações”, explica o diretor Administrativo e Financeiro da Santa Clara, Alexandre Guerra.

O uso de fontes renováveis contribui para a redução da emissão de gases do efeito estufa (GEE), causadores diretos da poluição e das mudanças climáticas, reduzindo também as doenças relacionadas à poluição, como asma, pneumonias e outras doenças respiratórias.

Hoje, 65% de toda energia utilizada pela Cooperativa em suas indústrias, centros de distribuição e lojas provêm de fontes renováveis e a previsão é chegar em 90% até o final de 2021. A Santa Clara utiliza energia de usinas eólicas, solar, biomassa, PCH e CGH, entre outras fontes incentivadas pelo Governo Federal por obterem uma matriz energética ambientalmente limpa e sustentável.

A certificação emitida pela Ludfor Energia é um reconhecimento da preocupação da Cooperativa em conviver de forma harmônica com o meio ambiente.

Veja alguns índices equivalentes à redução de 1,9 mil toneladas de CO2:

  • 53.809 mudas de árvores conservadas por 20 anos
  • 19.351 veículos leves a gasolina percorrendo 500km
  • 4.847 transportes rodoviários de 1 tonelada de carga por 500km
  • 828 toneladas de papel ou papelão enviadas para o aterro sanitário

Fonte: Cooperativa Santa Clara com adaptação da MundoCoop


Notícias Relacionadas



Publicidade