Cooperativismo dá ao Colégio Imperatriz primeiro lugar em premiação nacional

Publicado em: 03 agosto - 2020

Leia todas


O cooperativismo, uma das bases da criação do Distrito de Entre Rios (PR), acaba de resultar em uma importante conquista para o Colégio Imperatriz Dona Leopoldina. No início da semana passada, a Humus Consultoria Educacional divulgou os vencedores do Prêmio Nacional de Gestão Educacional (PNGE) 2020. O Colégio, mantido pela Cooperativa Agrária, recebeu o Troféu Ouro na categoria Gestão Acadêmica, com o projeto Cooperativismo: do resgate da história à sucessão de uma comunidade de Suábios do Danúbio no interior do Paraná.

O PNGE tem como objetivo valorizar práticas de gestão educacional eficazes, realizadas por instituições privadas de ensino básico e superior. O prêmio é divido nas categorias Gestão Acadêmica, Responsabilidade Social e Gestão Administrativa e Comunicação. Em 2019, o Colégio Imperatriz já havia sido premiado com a segunda colocação na mesma categoria pelo projeto Dono de Área.

O projeto de Cooperativismo do Colégio Imperatriz começou em 2018 e sua abrangência vai além da sala de aula, com atividades que envolvem toda a comunidade. “Vários desdobramentos desse projeto envolvem a contribuição de colaboradores da Agrária, de diretores, de gerentes, de coordenadores, de cooperados, de pais, de alunos e de professores, ou seja, de todos. A comunidade entende, também, que é importante que a escola ajude tanto no resgate quanto no fortalecimento do cooperativismo”, observa Josiane Richter, Diretora Educacional do Colégio.

A professora Hildegard Stecher Teixeira, que ministra a disciplina de cooperativismo, lembra que foi necessário adequar os planos de aulas aos diversos níveis de ensino oferecidos pelo Imperatriz. Ela comenta que o grande diferencial do projeto está na formação dos alunos como cidadãos. “A aceitação do projeto é ótima visto que não apenas atende à BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e aos ensinamentos do conceito de Cooperativismo, mas também induz a análises críticas sociais, ambientais, financeiras e de sustentabilidade, o que é bem aceito pelos alunos e se reflete em toda a comunidade”, enfatiza.

Mãe dos alunos Klaus e Vitor Maroso, Mireille Gärtner Maroso considera a conquista do PNGE uma prova do comprometimento do Colégio Imperatriz com a formação de seus alunos. “Como vivemos em uma comunidade que se formou pela Agrária, projetos como este criam nas crianças um maior senso de voluntariado e cooperativismo. Como mãe sinto muito orgulho, pois esse prêmio tão importante nos mostra que a educação que o Imperatriz oferece vai muito além somente do ensino básico”, afirma Mireille.

A repercussão com a conquista do PNGE está sendo positiva não apenas entre a comunidade escolar, mas também entre outras instituições de ensino, que têm procurado a direção do Colégio para parabenizá-la e obter mais informações sobre o projeto vencedor. “O prêmio mostra a seriedade e a inovação com que a escola é gerida, o que é objetivado também em nossa missão: queremos ser reconhecidos como escola que tem um sistema de gestão empreendedor”, conclui Josiane Richter.


Fonte: Imprensa Agrária



Publicidade