Habilidades individuais que fortalecem a cooperativa médica

Publicado em: 03 outubro - 2019

Leia todas


Determinação, disciplina, foco, organização, empatia, criatividade e simpatia são alguns talentos natos que as pessoas possuem e podem desenvolver. Com o objetivo de aprimorar as habilidades dos colaboradores a Unimed Chapecó realizou na última semana o lançamento do terceiro ciclo do Programa de Gestão por Competências, no Clube Industrial. Participaram das capacitações os mais de 900 colaboradores e 60 gestores da cooperativa médica.

Dinâmicas em grupo, apresentações artísticas e momentos para compartilhar qualidades percebidas nos colegas ao fornecer e receber feedback foram oportunizadas nesses encontros. De acordo com a sócia diretora da Light Source Léia Wessling, que conduziu as palestras, “cada vez que a pessoa vive seu talento se sente feliz e realizada. Também expressa entusiasmo, interesse e satisfação em sua função. Isso é felicidade”, afirmou ao apresentar dados recentes de pesquisas da neurociência que mostram que 50% das habilidades características do indivíduo nascem com ele, 25% são desenvolvidas na infância e 25% na vida adulta, podendo ser lapidadas e melhoradas no decorrer da vida. 

Léia explicou que o conceito do termo talento remete as predisposições físicas, intelectuais e emocionais. Consistem em habilidades que surgiram antes da pessoa se tornar um profissional, porém são aplicadas em sua função e podem ser desenvolvidas e se estender a outros âmbitos da vida. “Estudos apontam que, quando o indivíduo escolhe uma profissão na qual exerça os seus talentos, isso gera mais satisfação, saúde física e emocional. Assim, a felicidade no trabalho é ancorada pelos talentos de cada um. Nesse contexto, o papel do líder é desenvolver habilidades extraordinárias em pessoas comuns, não se tratando de títulos, cargos ou hierarquias, mas sim de uma vida que influencia outra”, ressaltou.

“Quando a organização/empresa reconhece e identifica seus talentos pode potencializar sua força, desenvolver novos processos a partir do que tem de melhor e transmite isso aos seus clientes, que percebem seus valores e diferenciais. Com isso, o cliente alinha as expectativas do que espera com o que a empresa reconhece e pode oferecer”, salientou Léia.

A Unimed Chapecó conversou com seus clientes para entender o que a cooperativa faz de melhor, isso é, reconhecer as suas forças/talentos e a partir disso mapeou as competências do negócio. As três competências mapeadas foram: gestão de serviços, atenção centrada ao paciente e gestão e promoção da saúde. Essas competências denotam forças da cooperativa médica e por isso direcionam a sua estratégia para aprimorar o trabalho prestado e também visam a perenidade do negócio. “Com esse trabalho observamos que a visão de mercado dos colaboradores e dos gestores está alinhada, tanto no que os profissionais identificaram como talentos individuais, quanto no que o cliente espera da cooperativa médica, além do que é desenvolvido na Unimed”, complementou Léia.   

Além das competências do negócio, foram mapeadas as competências humanas, as quais reforçam valores/cultura da Unimed Chapecó e são comuns a todos os cargos da cooperativa, sendo elas: comunicação, resolutividade e intercooperação. Também foram definidas quatro competências funcionais de acordo com cada grupo de cargos existentes. 

Para o diretor de marketing, relacionamento e sustentabilidade, Dr. Rovani Camargo, o maior ativo da Unimed Chapecó são os colaboradores, que com capacidade técnica e seus talentos deixam seu legado na cooperativa. “A força da corrente é medida pelo elo mais fraco, do qual ninguém pretende ser, contudo podemos contribuir para fortalecê-lo. Essa iniciativa proporcionou estreitar laços, aproximar competências similares ou complementares e, principalmente, maneiras de intercooperação, pois todos são responsáveis pelo crescimento da cooperativa médica”, analisou. 

A colaboradora da Unimed Chapecó, que atua no setor de faturamento há 10 anos, Viviane Serpa, elogiou a ação. “Ajudou na reflexão de nossos talentos e foi uma oportunidade de nos redescobrir e nos autoavaliar. O que mais chamou minha atenção foi o vídeo em que as pessoas se deram notas conforme o grau de sucesso que atingiram na vida e, posteriormente visualizaram seus familiares atribuindo notas maiores. Isso me fez pensar que muitas vezes não vemos nossas qualidades e precisamos parar para analisá-las”, comentou.

Ao longo do terceiro ciclo do programa a Unimed Chapecó continuará com ações de comunicação, treinamentos, feedback e avaliações de desempenho. Todas essas práticas visam o desenvolvimento das pessoas e da cooperativa, para entregar cada vez mais excelência em sua prestação de serviços.

O próximo passo será o desdobramento de ações nas áreas de gestão de pessoas, de desenvolvimento, de avaliação de desempenho, de feedback e de reconhecimento. 

Essa iniciativa contou com apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/SC), por meio do Processos da Cadeia de Valor que é o investimento constante no profissionalismo da gestão e dos processos de governança, trilhando um caminho na busca da excelência.


Fonte: Imprensa Unimed



Publicidade