10 fatos que marcaram o desempenho do agro em 2021

Publicado em: 05 janeiro - 2022

Leia todas


Saiba como 5 milhões de propriedades rurais tocadas por famílias em todo o país vêm garantindo o desempenho da economia ao exportar produtos para cerca de 200 destinos

“Agro é Paz” tornou-se um mantra na boca do engenheiro agrônomo e agricultor Roberto Rodrigues, uma das figuras mais respeitadas pelo setor no país. Não por acaso, Rodrigues já foi presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras e da Aliança Cooperativa Internacional, entidades que congregam milhões de produtores rurais no Brasil e no mundo. Hoje, Rodrigues está no centro de agronegócio da Fundação Getúlio Vargas e também é colunista da Forbes.

Seu mantra é fácil de ser entendido: o Brasil tem 5 milhões de propriedades rurais tocadas por famílias que cultivam alimentos, fibras, bioenergia e produtos florestais. Essas propriedades ocupam uma área total de 351,289 milhões de hectares, ou seja, cerca de 41% da área total do país.

Nos últimos anos, além de provar que podem desfrutar da terra, os agricultores e pecuaristas estão iniciando uma segunda batalha: mostrar para a sociedade urbana que consome os produtos do campo que, ao utilizar dos serviços da natureza, o produtor de verdade é o primeiro interessado em proteger esse passivo nas áreas de cultivo e também naquelas que ele guarda como patrimônio para a saúde do planeta. Basta lembrar que  há dentro das propriedades rurais 270 milhões de hectares de vegetação nativa protegidas por lei, como as reservas e as áreas de proteção permanente, segundo estudos da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária).

Na primeira edição da revista Forbes de 2021, Rodrigues escreveu: “estudos da OCDE e do USDA coincidem em que, para acabar com a fome no mundo em dez anos, a oferta de alimentos precisa crescer 20%. Para isso acontecer, o Brasil precisa aumentar suas exportações de alimentos em 40% no período. Será possível isso, transformando o Brasil no campeão mundial da segurança alimentar e, por conseguinte, da paz, visto que esta não acontecerá enquanto houver fome?

Confira a seguir 10 fatos sobre o agro brasileiro em 2021 que tentam responder a essa pergunta:

✅ 28% é a previsão da participação do agro no PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro em 2021, segundo o Cepea ( Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP. Em 2020, o índice foi de 26,6%.

✅ 9,4% foi o crescimento do PIB do agronegócio entre janeiro e novembro em 2021. Previsão para 2022 é crescer 5%

✅ US$ 4 é fatia que cabe aos produtos do agro, de cada US$ 10 exportados pelo Brasil em 2021

✅ US$ 118 bilhões é a previsão das exportações do agro em 2021, crescimento de quase 20% ante 2020.

✅ US$ 40 bilhões em 2021, ante US$ 34 bilhões em 2020, é o desempenho da China com importações do agro brasileiro. Ela segue como maior cliente do país.

✅ 23 países compraram acima de US$ 1 bilhão em produtos do agro em 2021 (considerando a UE como um cliente)

✅ 62% das exportações do agro brasileiro em 2021 saíram para cinco principais destinos (além de China, mais UE, EUA, Tailândia e Japão)

✅ 200 destinos compõem a carteira exportadora do agro brasileiro, contando os 195 países reconhecidos, mais ilhas e estados como a Palestina, por exemplo, ou Gaza e Jericó, que fazem parte da Aliança do Pacífico.

✅ R$ 1,20 trilhão é o VBP (Valor Bruto da Produção) estimado para 2021, recorde e quase 10% acima de 2020. O VBP O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto das propriedades rurais.

✅ 69 produtos do agronegócio tiveram seus mercados abertos para 30 países diferentes, como gergelim para o Egito e material genético bovino para o Iêmen


Fonte: Forbes Brasil


Notícias Relacionadas:



Publicidade