Colheita de soja de cooperativa bate recorde de produção

Publicado em: 24 maio - 2021

Leia todas


Em relação à safra anterior, volume atual produzido foi quase 37% maior

Atual líder mundial em produção e exportação de soja, deixando os EUA para trás, o Brasil deve comemorar mais um grande feito este ano: a colheita da maior safra de soja de sua história. Embalada por esse marco, a Cooperativa Holambra, localizada em Paranapanema (SP), acaba de bater um novo recorde histórico, o beneficiamento de 320 mil toneladas de soja, uma produção 36,6% maior do que a da safra anterior.

Com 77% da safra atual da soja já comercializada, a Cooperativa Holambra conta com mais de 200 empreendedores rurais, entre cooperados e parceiros de negócios, trabalhando nessa cultura. “O recorde alcançado este ano, demonstra o quanto estamos avançando rumo a uma produtividade cada vez mais intensa e consistente. Em comparação com 2019 crescemos 62% e se levarmos em consideração 2020, o aumento foi superior a 36%”, é o que revela o presidente executivo da Cooperativa Holambra, Shandrus Hohne de Carvalho.

Para o executivo, há vários fatores que explicam o ótimo resultado alcançado nessa safra. “Tivemos aumento de produtividade por parte dos cooperados, abrimos espaço para receber e beneficiar a soja de nossos parceiros e apoiamos o uso de mais tecnologia para maximizar o plantio e a colheita. Na safra atual, os cooperados ocuparam mais de 51 mil hectares de área trabalhando nessa cultura. Além disso, contamos com uma estrutura e uma cadeia de beneficiamento da soja altamente eficiente”, afirma.

Outro fator importante é que da porteira para dentro, os cooperados contam com cerca de 70% de suas áreas rurais irrigadas, e, um dos grandes responsáveis por isso é o sistema de irrigação chamado pivô. Trata-se de uma técnica que permite aplicar de forma precisa a quantidade de água e fertilizantes em cada cultura.

Com qualidade padrão exportação, a soja da Cooperativa Holambra vem sendo requisitada tanto pelo mercado interno quanto externo. “O total do volume comercializado até aqui foi destinado especificamente para exportação. Vale lembrar que a qualidade do nosso grão atende plenamente ao mercado externo”, comenta o Gerente Comercial de Commodities Agrícolas da Cooperativa Holambra, Thiago Cesar Trintinalio.

Segundo Trintinalio, o faturamento projetado para esse ano também deve surpreender positivamente. “Temos uma projeção de faturamento de R$ 570 milhões para esse ano, somente com a comercialização da soja. Quando incluímos nessa conta a venda de suprimentos da cultura da soja, fertilizantes, defensivos, entre outros, esse valor pode até dobrar”, afirma o Gerente Comercial de Commodities.


Fonte: O Presente Rural


Notícias relacionadas



Publicidade