Cooperativa de Agricultores Familiares em Campo Verde recebe autorização para comercializar produtos em todo o Estado

Publicado em: 10 abril - 2021

Leia todas


Sistema oportuniza que agricultores familiares possam comercializar seus produtos em outras cidades, após liberação sanitária

Seguindo o exemplo das cidades de Sorriso e Juscimeira, Campo Verde é o mais novo município a aderir ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar e de Pequeno Porte (Susaf-MT), lei criada pelo Governo do Estado e aplicada pela Secretaria do Estado de Agricultura Familiar (Seaf) que permite que agricultores familiares possam comercializar seus produtos em outras cidades após liberação sanitária.

A adesão oficial da cidade, localizada a 140 km de Cuiabá, está registrada pela portaria nº 003, publicada no Diário Oficial do dia 09 de março. O documento autoriza a Cooperativa dos Agricultores Familiares do Assentamento Santo Antônio da Fartura (Coopersaf) a comercializar, além da fronteira municipal, a produção alimentícia derivada da produção de milho, cana-de-açúcar e leite.

De acordo com o secretário municipal de Agricultura, Flávio Mattei, a Coopersaf já vendia sua produção para a Prefeitura e mercados do município. Agora, com a adesão ao Susaf, expectativa é que a ação, além de beneficar o pequeno produtor, alavanque o crescimento econômico de Campo Verde.

“Estamos fazendo o dever de casa e trabalhando firmes para que haja o desenvolvimento da agricultura familiar em nosso município. Ao conseguirmos aderir ao Susaf através do Coopersaf, estamos possibilitando que os produtos fabricados por eles possam ser conhecidos e comercializados no Estado todo, o que sem o Susaf, isso já não seria possível”, celebra Flávio Mattei.

Susaf

O Susaf foi criado pela lei 10.502 de 18 de janeiro de 2017. Com o Sistema é possível simplificar a venda de produtos da agricultura familiar e de agroindústrias de pequeno porte, garantindo o livre comércio e a expansão do mercado consumidor.

Produtos que antes tinham sua comercialização restrita ao município de origem, com o Susaf podem ser vendidos sem barreiras, em todo o Estado.  

Para se ter o acesso aos benefícios do selo, o produtor deverá fazer a adesão ao Serviço de Inspeção Municipal (SIM), como já acontece nos municípios do Estado.

Após a posse da certificação municipal, o produtor solicita que a prefeitura acione a Seaf, secretaria responsável pelo gerenciamento do Sistema, para que o município faça a adesão ao Susaf.

Após cumpridos os requisitos, o produtor receberá um selo certificando a procedência dos produtos e que o libera para vender em outras cidades.


Fonte: Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SEAF)


Notícias relacionadas



Publicidade