Cooperativa registra recebimento recorde de um milhão de toneladas de soja

Publicado em: 06 maio - 2021

Leia todas


De forma inédita, a Cocari alcançou um milhão de toneladas em recebimento de soja, resultado do trabalho sério e qualificado de nossos cooperados e também da confiança conquistada pela cooperativa junto ao quadro de associados.

Segundo o presidente da cooperativa, Marcos Antonio Trintinalha, esse número representa o trabalho de muitos anos de atuação da cooperativa, para o qual colaborou um grande grupo de pessoas. “No decorrer destes 59 anos da Cocari, muitas pessoas trabalharam para que isso pudesse acontecer no presente, plantando café, milho, trigo e, posteriormente, a soja, que reestruturou as lavouras do Paraná. Realmente, temos muito pelo que comemorar e agradecer a todos os associados que, desde aquela época, vêm trabalhando conosco”, comentou.

Trintinalha falou também sobre a participação dos colaboradores neste recorde. “Agradecemos também a nossos colaboradores, principalmente os da linha de frente: nossos agrônomos, técnicos de campo, gerentes das unidades, que lutam para viabilizar conquistas como essa, mesmo diante de todas as dificuldades deste ano em relação à concentração da safra, quando recebemos quase 500 mil sacas de soja e, ao mesmo tempo, mobilizamos mais de 50% desse volume com o intuito de dar condições para que os associados continuassem entregando sua produção em nossas unidades”, enfatizou.

O presidente apontou a relevância desse registro recorde. “Assim como foi o nosso primeiro bilhão de reais em faturamento, essa conquista de um milhão de toneladas no recebimento de soja é um marco histórico. Expandimos nossa área de atuação nos cerrados goiano e mineiro e também no Paraná, na região dos Campos Gerais, para obter esse resultado tão almejado. A tendência é que esse volume de recebimento cresça ainda mais, especialmente se tivermos boas condições de chuvas. Nesse sentido, estamos preparando um levantamento em todas as unidades para verificarmos aquilo que pode ser feito para melhorar cada vez mais os serviços de recebimento. Nosso objetivo é intensificar a participação dos cooperados no planejamento para alcançar recebimentos ainda maiores do que este”, destacou.

“Agradeço primeiramente a Deus, pela oportunidade de vivenciar este momento de alegria por alcançar a marca de um milhão de toneladas. Aos nossos associados, pela confiança. À diretoria, aos conselheiros, a todos os colaboradores da Cocari, que nos apoiam para que o trabalho na cooperativa seja desenvolvido da melhor forma possível”, disse.

Para o superintendente comercial, Alex Sandro Santin, também é preciso ressaltar o trabalho da equipe da Cocari em diversas frentes. “Nossos diretores tiveram a coragem de ampliar os horizontes de trabalho, aumentando a área de atuação. Fica claro também o empenho de todos os superintendentes, gerentes, Departamento Técnico, equipe de logística e demais colaboradores na busca pela produção de qualidade e no pronto atendimento aos cooperados”, destacou. O superintendente agradeceu os associados pela conquista. “Em nome da Cocari, quero agradecer a todos os cooperados pela confiança que nos depositaram ao entregar sua produção e dizer que os produtores são os principais responsáveis por essa conquista, que é muito significativa”, ressaltou.

O superintendente comercial comentou os diferenciais oferecidos pela cooperativa no recebimento e na comercialização de cereais. “A cooperativa tem participado cada vez mais do dia a dia do cooperado: desde o financiamento agrícola, oferta de assistência técnica de qualidade, busca constante por inovação tecnológica, pagamento de preços compatíveis aos do mercado, segurança financeira, agilidade na descarga – mesmo em um ano complicado pela concentração da colheita como foi a desse ano – e transparência na classificação de grãos”, pontuou.

Para continuar aumentando o recebimento de grãos, Santin acredita que a cooperativa deve manter o investimento nas unidades armazenadoras, a fim de ganhar agilidade nas descargas, e seguir orientando os cooperados da melhor forma. “Para dar continuidade à expansão, também é necessário uma aproximação cada vez maior dos cooperados, pensando em uma consultoria mercadológica, para que os associados possam ser mais assertivos na venda da sua produção, seja na hora de travar os custos de produção, seja na venda de seu estoque disponível”, disse.


Fonte: Imprensa Cocari


Notícias Relacionadas:



Publicidade