Diretoria Executiva da Embrapa nomeia Chefe-Geral da Embrapa Café

Publicado em: 30 abril - 2021

Leia todas


Dirigente da Embrapa Café inicia a nova fase de gestão a partir de 1° de maio de 2021

A Diretoria Executiva da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa selecionou o pesquisador Antônio Fernando Guerra para assumir a Chefia Geral da Embrapa Café, uma das 43 unidades de pesquisa da Empresa no Brasil, que fica sediada em Brasília, DF. Essa gestão do novo titular da Embrapa Café terá início no próximo dia 1° de maio do corrente ano, e se estenderá por dois anos, podendo ser prorrogada por mais dois períodos iguais de dois anos. Antônio F. Guerra já vinha ocupando a Chefia-Geral dessa Unidade de Pesquisa, como interino, desde o ano de 2018, e, anteriormente, ele também ocupou o cargo de Chefe-Adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento por seis anos.

Dirigentes - Portal Embrapa
Antonio Fernando Guerra

Antonio Fernando Guerra é Engenheiro Agrícola formado pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), onde também concluiu seu mestrado em Engenharia Agrícola, com foco principal em irrigação e drenagem também pela UFV. Seu Doutorado foi cursado na Universidade do Arizona (UA) – Tucson, Estados Unidos, em análises de fluxos de momento, calor e água na atmosfera. Na pesquisa de café, a sua experiência profissional, nas últimas duas décadas, concentrou-se na área de irrigação, especialmente no desenvolvimento da tecnologia de irrigação com o uso do estresse hídrico controlado para uniformização de florada e maturação do cafeeiro, além do desenvolvimento das primeiras cultivares de café Conilon clonal, denominadas BRS Primalta, propícias a serem cultivadas em elevadas altitudes do Cerrado do Brasil Central.

A Embrapa Café foi criada em 1999 para coordenar o Consórcio Pesquisa Café, com o objetivo principal de formular, propor, coordenar e orientar estratégias e ações de geração e transferência de tecnologia de café, bem como, promover e apoiar atividades de pesquisa e desenvolvimento e inovação, a serem executadas por Unidades Descentralizadas da Embrapa, organizações integrantes do Consórcio Pesquisa Café e, ainda, contribuir para o desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva do café. A Embrapa Café, em consonância com o Decreto 10.071/2019 e Portarias Mapa 345/2020 e 346/2020, participa do Conselho Deliberativo da Política do Café – CDPC na formulação de políticas públicas para o setor como convidada, em caráter permanente.

Fonte: Imprensa Observatório do Café


Notícias Relacionadas



Publicidade