Encontro com produtores de grãos debate a implantação do cooperativismo em Rondônia

Publicado em: 25 janeiro - 2022

Leia todas


Para reforçar a ideia de implantação do cooperativismo aos produtores de grãos do Vale do Jamari, em Rondônia, a Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), promoveu nesta semana, o ‘II Encontro sobre Cooperativismo do Vale do Jamari’, no auditório do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em Ariquemes.

Conforme o assessor técnico da Seagri, Natan Oliveira, o segundo encontro aconteceu para que os representantes da Cooperativa Mista Agro Industrial da Amazônia (Copama) pudessem apresentar os requisitos de cadastro para os possíveis cooperados da região e tirar dúvidas dos produtores na forma de atuação do cooperativismo. “No primeiro encontro, realizado em dezembro de 2021, foi dado a liberdade para que os produtores escolhessem se queriam criar uma cooperativa ou agrupar a uma já existente, que possui a expertise e que está no mercado com tudo consolidado. Os produtores na ocasião, escolheram por se juntar a uma já existente. Nesse segundo momento, serão estabelecidos os critérios que a cooperativa exige para ser cooperado, além de ser discutido a necessidade dos agricultores locais. O Governo tem acompanhado e fomentado esse setor no Vale do Jamari”, explicou o técnico.

O presidente da Copama, Fabio Andreazza, destacou que a Seagri visualizou que a região é carente de plataformas que protejam os produtores das regras atuais de mercado, vindo a organizar o evento para levar a informação do que é o cooperativismo a um grupo de produtores, para que disseminassem a ideia aos demais. “Neste segundo encontro, estamos solidificando a ideia da atuação em cooperativismo, onde explicaremos como funciona, o que é, e todos os outros requisitos da Copama. Nós defendemos a tese de que é melhor para os produtores locais que embarquem em uma cooperativa que já exista, para ser mais rentável na sinergia e no tamanho que uma única pode trazer. Nesse jogo de comodes, cooperativas pequenas acabam não tendo tanta vantagem. Por isso, aqui apresentaremos nossos valores, nossos ideais, nossas formas de atuação, para que os produtores tenham esse desejo”, detalhou Andreazza.

Para o presidente da cooperativa, o Vale do Jamari tem todos os requisitos para se tornar a maior região produtora de grãos em Rondônia nos próximos anos. “Aqui se está próximo a um porto para escoar a produção e possui grande quantidade de áreas planas. Agora, basta ser providenciada uma assistência e orientação técnica, bem como, o capital, para que a região atinja esse status. A nossa intenção é de crescemos juntos, e por isso estamos aqui, por que nós temos realmente uma visão de extremo potencial que o futuro do Estado na produção agrícola está no Vale do Jamari”, frisou Fábio Andreazza.


Fonte: Portal do Governo do Estado de Rondônia com adaptação da MundoCoop


Notícias Relacionadas



Publicidade