Exportação de soja registra marca histórica em janeiro

Publicado em: 04 fevereiro - 2022

Leia todas


Tempo de espera dos navios para carregar já está próximo a 20 dias

As exportações de soja brasileira registram o maior patamar para o mês de janeiro da história, aponta a Consultoria AgResource Brasil. No mês passado foram embarcadas 2,47 milhões de toneladas, destaca a filial da empresa norte-americana AgResource Company. 

Para a nova safra, ressaltam os analistas de mercado o volume comprometido para embarques externos está aumentando rapidamente. O resultado dessa movimentação é a possibilidade de agora em fevereiro serem vendidos ao exterior 10,15 milhões de toneladas – o que seria um recorde para o período.

“Outro ponto que destacamos é o tempo de espera dos navios para carregar, que está próximo a 20 dias, com um custo extra para a soja brasileira de 20 a 23 cents/bushel. Isso significa que os compradores assumem o risco de demurrage (valor pago a mais pelo maior tempo se espera do navio no porto) se o preço apresentar um desconto em comparação com outras fontes, como os EUA”, aponta a AgResource Brasil.

Milho

No milho, aponta a Consultoria, as exportações em janeiro totalizaram 2,82 milhões de toneladas, recuo de 17% em relação ao mês anterior, mas 20% acima de janeiro de 2021: “Enquanto isso, o lineup (fila de navios para carregar) está diminuindo rapidamente, confirmando a elevação do preço doméstico pago ao vendedor para desacelerar o escoamento externo”.

“A expectativa é que a oferta de milho do Brasil para exportação seja restringida no primeiro e segundo trimestre do ano devido à perda da primeira safra de milho e aos baixos estoques do cereal. Diante disso, já se ouve recuperação de preços no interior acima de R$ 100 a saca, com alguns usuários do Sul já buscando milho em estados como Mato Grosso, Goiás e Tocantins”, concluem os analistas.


Fonte: Agrolink


Notícias Relacionadas:



Publicidade