GO e MT ganham Central de Negócios de insumos agropecuários

Publicado em: 13 março - 2017

Leia todas


Os Estados de Goiás e Mato Grosso, desde fevereiro, contam com organismos voltados à venda de insumos agropecuários e à geração de negócios sustentáveis. Trata-se da AgriRede Mato Grosso e da AgriRede Goiás, que foram idealizadas por empresas da região.

Além de garantir a venda insumos agrícolas de qualidade, regulamentados pelo Ministério da Agricultura, incentivar práticas no campo apropriadas, gerar empregos e qualificação do trabalhador, as AgriRedes oferecerão orientação sobre gestão financeira, suporte na contratação de cursos e treinamentos, intermediação à compra de insumos agropecuários aos associados, o que irá consequentemente levar mais tecnologia para o campo, provocando dessa forma aumento da produtividade e a qualidade dos alimentos que chegam à mesa da população.

“As AgriRedes chegam para juntar as forças dos distribuidores de insumos de Mato Grosso e de Goiás. Cada estado tem uma gestão independente, porém trabalham em coparceria e focadas na realidade local de cada estado”, explica o presidente da nova associação em Mato Grosso, Gilson Provenssi. “As associações são formadas por empresas que geram empregos, pagam impostos e prestam assistência técnica para os produtores, mas que tem dificuldades para se manter no mercado. Decidimos então criar as associações para aumentar a nossa competitividade e continuar oferecendo o melhor serviço para o produtor rural”.

De acordo com o gerente executivo da AgriRede-MT, Ivan Paghi, a nova associação deve incentivar a troca de experiências entre os associados e o desenvolvimento do setor. “O associado poderá dedicar-se um pouco mais na gestão do seu negócio e oferecer aos produtores rurais assistência técnica mais qualificada e opções de linha de crédito, de forma a facilitar a vida do produtor rural e do trabalhador do campo”.

Para o presidente da AgriRede Goiás, Oswaldo Abud Rocha Filho, as transformações no agronegócio exigem esse tipo de iniciativa. “A AgriRede-GO irá otimizar os recursos que nós temos, seja nos processos de recursos humanos, tecnológicos e na troca de informações e experiências. A ideia é que a união das distribuidoras melhore o ambiente de negócios para toda a cadeia produtiva, com ganhos para todos os elos envolvidos”, salienta.

Henrique Mazotini, presidente da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (ANDAV) também esteve presente no lançamento e destacou que o grande ganhador nesse processo, é o produtor rural. “Eu chamo de uma nova era de trabalho, onde é necessário se adequar as mudanças, pra atender cada vez melhor o produtor rural. É um processo de ganha-ganha, entre fornecedores com distribuidores e esses com os produtores rurais”.

O cenário econômico produzido pelas empresas que formam as duas AgriRedes é destaque: em Mato Grosso as 79 associadas geram mais de 2 mil empregos diretos e só em 2016 participaram da comercialização de cerca de R$ 1 bilhão em soja e milho na última safra e movimentaram mais de R$ 3 bilhões em insumos agropecuários. Já em Goiás as 34 empresas geram cerca de mil empregos e estão presentes em 77% da área de todas as culturas, com movimentação de R$ 1 bilhão no último ano.

Apesar de atuarem como uma central de negócios, a AgriRede-MT e a AgriRede-GO não têm fins lucrativos. Novas empresas distribuidoras de insumos podem se associar, desde que atendam os requisitos do estatuto de cada associação.

A título de informação, em 2016, a distribuição de insumos agrícolas e veterinários movimentou R$ 23 bilhões em Mato Grosso e R$ 12 bilhões em Goiás e o objetivo da formação dessas associações, que colaboram entre si, é melhorar o atendimento ao produtor rural e manter a competitividade do mercado.



Publicidade