Mulheres extrativistas conquistam autonomia com a comercialização de frutas em cooperativa

Publicado em: 24 março - 2021

Leia todas


Cooperativa no Tocantins aumenta produtividade e transforma vida de dezenas de mulheres que vivem na região do Bico do Papagaio. Com o apoio da Unicopas/União Europeia, Cooaf-Bico amplia capacidade de armazenamento e produção

“Hoje, muitas mulheres já têm suas vidas transformadas. Aqui na cooperativa elas produzem, vendem e isso deu a elas autonomia econômica. Assim como eu, elas aprenderam a gerenciar seus próprios negócios”. Foi assim que Maria Senhora Carvalho da Silva, 71 anos, destacou a importância do Cooperativismo Solidário na vida das mulheres de onde vive. Maria Senhora, agricultora familiar extrativista, atualmente é diretora-financeira da Cooaf-Bico (Cooperativa de Produção e Comercialização dos Agricultores Familiares, Agroextrativistas e Pescadores Artesanais de Esperantina), que fica na região do Bico do Papagaio, no Tocantins. 

“O cooperativismo solidário trouxe muitas mudanças para a minha vida. Além de aumentar minha condição financeira, não só a minha, mas de todas as associadas, aprendi a gerenciar minha produção e a nossa comercialização. Foi um crescimento pessoal e profissional’, contou orgulhosa. 

Ela que iniciou sua trajetória no Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, é uma das sócias-fundadoras da Cooaf-Bico. Maria Senhora lembra que foi a partir de grupos de trabalho formados a partir do sindicato – “e tinha o grupo do peixe, o grupo da galinha, o grupo da fruta…” – que começaram a discutir como fariam para comercializar a produção dos pequenos produtores da região. Assim, no final de 2007, nasceu a Cooaf-Bico com 27 associados. Hoje, a cooperativa conta com 32 cooperados, sendo 20 mulheres. 

As frutas são o carro-chefe da produção. Para citar algumas: tem cajá, goiaba, açaí, acerola, cupuaçu, melancia. Das frutas, nascem as polpas congeladas que representam uma atividade econômica importante na região. Tem também quiabo, pepino, milho, macaxeira, abóbora e feijão. Sem esquecer da farinha, do azeite de coco babaçu, da galinha e ovos caipira. Uma diversidade na produção bem característica da agricultura familiar. 

Para fortalecer ainda mais o trabalho que a Cooaf-Bico já desempenha na região, promovendo acesso a trabalho e renda para pequenos produtores locais, em especial às mulheres, a cooperativa foi uma das beneficiadas pelo projeto ‘Fortalecimento da Rede Unicopas’. 

Em parceria com a União Europeia, a Unicopas (União Nacional das Organizações Cooperativistas Solidárias) concedeu apoio financeiro para a aquisição de equipamentos que irão contribuir no aumento da produção e da capacidade de armazenamento da cooperativa. 

“O projeto veio completar o nosso trabalho, nossos anseios e nossas atividades. Vai melhorar ainda mais o nosso trabalho. Se a gente já produzia, agora, vamos produzir muito mais e muitas outras mulheres poderão ser beneficiadas. Tem vezes que não damos conta de pegar toda a produção, mas com estes equipamentos, vamos conseguir”, comemorou Maria Senhora. 

Lutar contra as injustiças sociais sempre foi uma característica de Maria Senhora Visionária da igualdade, ela nunca se acovardou diante da opressão e incentivou a criação da Cooaf-Bico, da qual já foi presidente, sendo precursora de iniciativas voltadas à produção de diversas cadeias produtivas e dos projetos de alimentação escolar. 

Por ver tantas injustiças, Maria Senhora sentiu em seu coração a necessidade de trabalhar nos movimentos sociais e ajudar pessoas. “Fui criada na roça, trabalhando muito, sendo expulsa da terra em que trabalhávamos. Foram tantos conflitos por terra, que precisava lutar pela liberdade dos trabalhadores rurais, lutar pelos pobres, por todos os direitos negados”.   

A Cooaf-Bico é uma das cooperativas filiadas à Unicafes Nacional, uma das centrais que fazem parte da Unicopas. 

Por um Brasil Cooperativo e Solidário: ações que transformam 

Foi para destacar experiências do cooperativismo solidário que contribuem para o desenvolvimento local sustentável, em especial, àquelas que contribuem para a transformação na vida das mulheres, que a Unicopas lançou a campanha de sensibilização ‘Por um Brasil Cooperativo e Solidário: ações que transformam’. 

As cooperativas e associações retratadas na campanha fazem parte da Rede Unicopas e foram contempladas pelo edital de subvenção lançado em 2020 em parceria com a União Europeia. 


Fonte: Imprensa Unicopas com adaptação da MundoCoop


Notícias Relacionadas



Publicidade