Software de gestão de dados em reprodução auxilia produtores

Publicado em: 29 maio - 2017

Leia todas


A CRI Genética – empresa focada em inseminação artificial (IA) – desenvolveu software de gestão e controle de dados de reprodução, que se constitui uma nova ferramenta para coleta, controle e gestão de dados reprodutivos, focados na IATF. Gratuito, está batizado de ReproCheck, a solução é gratuita e disponível para download no site. De acordo com Daniel de Carvalho, gerente de marketing da CRI Genética, esse software “vem para revolucionar o mercado, os processos dentro da fazenda e a prestação de serviços do veterinário para os pecuaristas. É uma ferramenta de coleta e gestão de dados exclusivas para os clientes CRI e GlobalGen para seus representantes e técnicos parceiros. O software permite extrair relatórios reprodutivos referentes a lotes trabalhados em IA (Inseminação Artificial) e IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo), ao desempenho dos touros utilizados em termos de concepção e fertilidade, desempenho dos inseminadores, dos protocolos e as suas variantes, entre outras funcionalidades”.

Ele ressalta que os índices de desempenho reprodutivo, como de concepção e prenhez, são os pontos fortes do software. “O ReproCheck traz também informações sobre perda de implante (dispositivos de progesterona) e cruzamento de vários parâmetros e informações”, explica.

Desenvolvido em parceria com a GlobalGen e a ES Soft, o ReproCheck foi concebido para ser utilizado em pecuária de corte, principalmente IATF, porém também pode ser utilizado para leite em escala menor e fornecendo dados de macro análise.

Para fortalecer sua atuação no mercado e na prestação de serviços em reprodução, o ReproCheck integra um pacote de iniciativas que abrange o grupo de estudos Repro, formado por um time seleto de profissionais da reprodução, que tem como função testar, estudar e criar hipóteses relacionadas à área da reprodução, trazendo novas tecnologias e produtos para o negócio, os testando e avalizando-os cientificamente. Os resultados e teses são apresentados em reuniões técnicas promovidas pelas empresas CRI e GlobalGen, sob a tutela dos professores pesquisadores americanos Milo Wiltbank, da University of Wisconsin e Richard Pursley, da Michigan State University.



Publicidade