Resultados do primeiro semestre estimulam Cocamar a bater metas

Publicado em: 04 agosto - 2015

Leia todas


soja2

O primeiro semestre de 2015, para a Cocamar, foi marcado por volumes históricos de recebimento de soja e a expansão das vendas de insumos agropecuários ficou dentro do esperado.

Os resultados foram apresentados pelo presidente do Conselho de Administração, Luiz Lourenço, e pelo vice-presidente de Gestão e Operações, Divanir Higino da Silva, na sede da cooperativa, em Maringá, no dia 10 de julho, durante reunião dos Conselhos de Administração, Fiscal e Consultivo posteriormente aos cooperados em 42 reuniões regionais.

Divanir Higino da Silva definiu o primeiro semestre “como um dos melhores de todos os tempos”. A quantidade de soja recebida deve chegar a 1,240 milhão de toneladas (incluindo 140 mil adquiridas de terceiros para processamento industrial), contra o montante de 900 mil em 2014. Por sua vez, os volumes previstos para a safra de milho de inverno, já em andamento, são calculados em 940 mil toneladas (contra 825 mil do ano passado). As de trigo, em 130 mil toneladas (foram 120 mil na temporada anterior). Só café e laranja devem ficar pouco abaixo do previsto: o primeiro, de 300 mil sacas em 2014 para 290 mil este ano e, o segundo, de 7,4 milhões de caixas de 40,8 quilos na safra passada, para 6,2 milhões no presente exercício – em ambos os casos devido a problemas climáticos.

O crescimento da Cocamar é alavancado, também, pelas áreas de vendas. Insumos agropecuários, por exemplo, devem somar R$ 830 milhões em 2015, contra os R$ 695 milhões alcançados no ano passado, enquanto a área comercial de Produtos ao varejo projeta vendas de R$ 640 milhões, ante os R$ 595 milhões do último ano.

Com tudo isso, o faturamento do grupo Cocamar em 2015 pode chegar a R$ 3,110 bilhões, frente aos R$ 2,815 bilhões registrados no último exercício, ultrapassando a meta anteriormente estipulada para 2015 de R$ 3,05 bilhões.