Desafios enfrentados em 2020 refletem no aumento da atenção com a educação financeira

Publicado em: 25 julho - 2021

Leia todas


Levantamento do Sicredi indica crescimento do número de poupadores e de depósitos em poupança no ano passado

O Sicredi, que conta com mais de 5 milhões de associados em 24 estados e no Distrito Federal, segue sua atuação próxima ao associado com o objetivo de gerar impacto positivo em toda a sociedade. Mesmo em um momento desafiador enfrentado em 2020, a instituição financeira cooperativa manteve a oferta de soluções financeiras que atendem às necessidades dos associados e estimulam o empreendedorismo local. “Houve uma mudança de comportamento financeiro no ano passado, um olhar mais atento ao consumo e aos gastos. Como reflexo, as pessoas buscaram ter uma reserva financeira para não serem pegas de surpresa em caso de necessidade. E investimentos mais conhecidos e seguros, como a poupança, ganharam a preferência, por sua natureza enquanto aplicação, pois é simples, prática e de baixo risco”, explica o vice-presidente da Central Sicredi Sul/Sudeste, Márcio Port.

Neste sentido, o Sicredi registrou, no ano passado, aumento do número de associados poupadores e, consequentemente, crescimento do saldo da carteira de poupança junto à instituição no RS. Conforme levantamento, foram cerca de 990 mil associados que optaram por investir na poupança em 2020 frente aos quase 700 mil em 2019, o que representa acréscimo de 42%. Quanto ao saldo da carteira de poupança, houve crescimento de 35% em 2020, o que representa volume superior a R$ 9,14 bilhões em comparação com 2019, quando foram contabilizados R$ 6,7 bilhões.

“O levantamento reforça a credibilidade e a confiança que temos entre os associados enquanto instituição financeira cooperativa. De nada adianta fomentar a economia local se o dinheiro gerado for para outra localidade. Esse movimento só faz sentido se o investimento voltar para a mesma região. No Sicredi, os recursos captados na poupança são um estímulo para a concessão de crédito, pois os valores emprestados geram um ciclo virtuoso, impulsionando a geração de emprego e renda”, complementa Port.


Fonte: Portal do Cooperativismo de Crédito


Notícias Relacionadas:



Publicidade