Inadimplência segue em baixa na Unicred

Publicado em: 16 dezembro - 2016

Leia todas


A inadimplência na Unicred no primeiro semestre de 2016 ficou em patamares bem módicos, 2,2% referente a atrasos acima de 90 dias em comparação a outras instituições financeiras tradicionais, porém ainda assim acima do teto registrado nos últimos anos.

Dados do Banco Central apontam que o nível de inadimplência de créditos livres no mercado de crédito brasileiro em setembro foi de 5,9%, maior patamar da série histórica do BC, iniciada em março de 2011.

Para o Luciano Fantin, CEO da Unicred do Brasil, o diferencial de desempenho do Sistema Unicred no quesito inadimplência está ligado a vários fatores muito positivos, tais como:

– Os tomadores de crédito e financiamentos são os próprios donos da cooperativa;
         – Existe um conhecimento profundo dos riscos dos cooperados;
         – As condições de empréstimos e financiamentos são mais justas;
         – Não há perseguição do lucro no cooperativismo, mas a busca da cobertura dos custos e solidez da estrutura de capital das cooperativas;
         – O cooperado tem acesso a taxas de empréstimos mais acessíveis e tem o refinanciamento do crédito facilitado, o que acaba refletindo em uma menor inadimplência.

“Nosso principal objetivo é beneficiar o cooperado por meio da expansão do crédito a custos acessíveis, para que ele, ao se endividar, tenha plenas condições de satisfazer suas obrigações e crescer, fazendo com que, em tempos de instabilidade econômica e escassez de recursos, sejamos uma alternativa muito atrativa para todos”, finaliza Fantin.



Publicidade