Parceria com fintechs traz inovação para o setor do cooperativismo

Publicado em: 22 outubro - 2021

Leia todas


Antes vistas como concorrentes, essas empresas provaram ser as maiores parceiras das cooperativas quando se trata de modernização e novas tecnologias

Focadas em solucionar dores do setor financeiro por meio de tecnologias disruptivas e escaláveis, as fintechs são grandes aliadas das cooperativas. Esse panorama do setor foi apresentado nesta quinta-feira (21) pelo CEO da CashWay, Felipe Santiago, durante o Cooptalks Crédito, evento realizado pela MundoCoop. Ele abordou como a construção dessa relação entre cooperativas e fintechs evoluiu com o passar dos anos, já que o setor financeiro esteve por um bom tempo concentrado em poucos atores atuando com produtos padronizados. “Não demorou para os empreendedores entenderem que havia outras formas de realizar trabalhos complexos usando a tecnologia. Pouco a pouco os serviços foram sendo criados”, pontuou Felipe. Ele citou como exemplos o Nubank e o Guiabolso, duas empresas que perceberam as dores diárias das pessoas e focaram em como resolvê-las por meio da tecnologia. 

As fintechs atuam em nichos, o que permite explorar a experiência do cliente de forma eficiente. Atualmente, diversas corporações investem nelas para auxiliar no processo de melhoria de produtos e serviços. Foi com esse objetivo que a CashWay, techfin com sede em Florianópolis/SC, passou por um processo de aceleração com a Darwin Startups em 2020. “Mesmo atuando no mercado de sistema para cooperativas de crédito há mais de uma década, percebemos que precisaríamos mudar nossa visão de negócio para entregar aos clientes uma solução mais robusta e que de fato resolvesse dores latentes, que impactavam as cooperativas e seus cooperados”. No primeiro ano de mentoria e troca de experiências com corporações, a CashWay passou por um rápido crescimento, o que gerou um efeito positivo também para as cooperativas atendidas. “A maioria de nossos clientes acabou expandindo sua atuação em mais de 100% em relação ao ano anterior”, destacou.

Assim, a CashWay percebeu que focar na ponta da cadeia do ecossistema era fundamental para apoiar as cooperativas e os cooperados. Hoje, a empresa aposta nas parcerias não só com corporações, mas também com fintechs, integrando soluções e disponibilizando produtos com mais valor para os clientes. “Imaginem que um processo simples como acolher títulos dependia de uma cooperativa ou possuir uma autorização de correspondente bancário com os bancos tradicionais, ou abrir uma conta de liquidação, aderir a CIP e formalizar os convênios necessários para acolhimento de títulos específicos”. Segundo Felipe, esse processo além de muito caro era também muito longo – algumas cooperativas levavam anos para implantar. “Identificada a dor, buscamos fintechs que atuassem especificamente nesta operação, fizemos uma integração que não levou 60 dias e conseguimos disponibilizar este serviço de forma muito simples para as cooperativas, eliminando toda a estrutura física e de pessoas necessárias para isso, e entregando ao cooperado uma experiência muito positiva”.

PIX, Open Banking e PSTI

Felipe também destacou, durante a apresentação, alguns pontos em relação à utilização dos novos produtos do mercado financeiro pelas cooperativas. Segundo ele, quando a cooperativa utiliza a solução de tecnologia da CashWay, ela já possui à disposição o PIX e o Open Banking, que são produtos nativos do sistema. “O segredo foi correr na frente e integrar com os principais PSTIs que existem no Brasil, permitindo flexibilizar o acesso das cooperativas neste mercado como participantes diretos”, explica. A CashWay firmou com a Sinqia, maior fornecedora de soluções de tecnologia do Brasil, uma parceria para fornecer uma camada de PSTI totalmente integrada nas soluções, trazendo para a cooperativa o conforto de não precisar estabelecer uma série de contratos e retrabalhos para dentro de casa. “O canal de comunicação direto e exclusivo entre as duas empresas reduziu os custos transacionais e operacionais de forma significativa, além de acelerar a implantação dos sistemas”. 


Fonte: Imprensa CashWay


Notícias Relacionadas:



Publicidade