Sicredi é líder nacional em consórcio de serviços, segundo BC

Publicado em: 01 agosto - 2017

Leia todas


Foto: Sicredi

O Sicredi atingiu a marca de R$ 10 bilhões em carteira de créditos ativos de consórcio, cerca R$ 300 milhões são relativos ao segmento de serviços. O crescimento na comercialização de cotas no primeiro trimestre do ano, em relação ao mesmo período do ano passado, foi de 24,5%.  São mais de 171 mil cotas ativas, nos segmentos de automóveis, imóveis, caminhões, tratores, implementos agrícolas, motocicletas e serviços, bens náuticos e sustentável. Esse volume, segundo ranking do Banco Central do Brasil, posiciona o Sicredi na liderança de consórcio de serviços, com mais de 50% do mercado nacional neste segmento.

“O consórcio é uma opção válida para quem não precisa do montante a curto prazo ou para aqueles que não têm disciplina para guardar dinheiro. A inexistência de juros torna o produto financeiramente mais atrativo. Por isso em todas as modalidades existem sempre muitos interessados”, explica Fernando Di Diego, gerente de Produto e Mercado de Consórcios do Sicredi, informando que nesse sistema cooperativo o consórcio de serviços é ofertado aos associados em créditos de R$ 5 mil a R$ 24 mil no prazo de 36 meses, com parcelas mensais a partir de R$ 168,47.

O consórcio de serviços apresenta constante incremento desde 2008, quando foi homologado pelo BC. Não por acaso, o setor de serviços representa 73% do PIB nacional, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o que evidencia o contínuo potencial de crescimento desta modalidade de consórcio. Segundo a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), os destinos mais comuns das cartas de crédito nesta categoria de consórcio são reformas, saúde e estética, eventos, viagens, tratamentos odontológicos e cursos de educação. Diferentemente dos segmentos de móveis e imóveis, nos quais o consorciado precisa adquirir bens destas modalidades, o de serviços abre uma ampla gama de possibilidades aos associados do Sicredi – a única exigência é que seja apresentada uma nota fiscal de prestação de serviços, independente do serviço prestado.



Publicidade