Unicred discute a nova estrutura de política de crédito ao cooperado

Publicado em: 28 junho - 2017

Leia todas


O grupo de trabalho do Crédito Unicred esteve reunido nos dias 21 e 22 de junho, em Porto Alegre (RS), para discutir a nova estrutura de política de crédito do Sistema Unicred, abordando temas como direcionadores estratégicos, expectativas, impactos, trocas de experiências e abrangência sistêmica, sem deixar de considerar cenários e singularidades de Centrais e Cooperativas, além de um atento olhar para as melhores práticas a serem oferecidas ao cooperado.

Com a presença de representantes da Confederação, das Centrais Rio Grande do Sul, Santa Catarina/Paraná, Rio de Janeiro/Mato Grosso e Multirregional/Minas Gerais, Bahia e São Paulo, além de representantes das cooperativas, cerca de 70 stakeholders do Sistema Unicred, divididos em grupos de trabalho, debateram uma pauta que permitiu refletir e trocar experiências a respeito de temas como representatividade do crédito, principais modalidades, estratégias da carteira de crédito, inovação em processos e produtos e a própria Cultura de Crédito do Sistema Unicred.

O evento, rico em discussões de alto nível, contou com os facilitadores Carlos Nogueira e Maurício Rodrigues, da IntelliSearcth, que apoiaram, com suas experiências, na construção de uma rede de cenários focados em soluções que agreguem valor ao portfólio de produtos de crédito.

Para Gustavo Saltiel, diretor de Negócios e Administrativo da Unicred Central RS, este evento é um marco para o Sistema Unicred. As iniciativas e proposições discutidas têm reflexo e impacto direto no modelo de negócio, refletindo em um posicionamento cada vez mais estratégico, com foco no atendimento as necessidades dos nossos cooperados, preservando a perenidade e o desenvolvimento sustentável do nosso Sistema.

Já Edson Solka, diretor de Tecnologia e Operações da Unicred do Brasil, destaca a inovação como um importante legado desse encontro. “Foi uma oportunidade ímpar para participarmos, com representantes de todo o Sistema, de discussões não apenas pautadas na revisão de documentação, mas também voltadas para trazer o novo, a inovação para a proposição de linhas de crédito,” avalia Solka.



Publicidade