Autoridades e lideranças do setor mostram entusiasmo na cerimônia de abertura

Publicado em: 02 maio - 2017

Leia todas


Otimismo foi a base de todos os depoimentos que marcaram a abertura da Agrishow 2017 – 24ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, realizada em 1º de maio, com a presença do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, assim de como lideranças do agronegócio brasileiro e de diretores de bancos de fomento e financiamento da atividade.

Enquanto o governador do Estado paulista aproveitou para assinar decretos, liberando crédito, o ministro, lembrando sua posição de produtor rural, falou sobre a preocupação com o produtor rural e sua renda, para que tenha mais eficiência no campo, fornecendo alimentos para os brasileiros e consumidores de mais de 150 países. “O produtor é uma enciclopédia ambulante, conhece muito, tem potencial. Temos que buscar uma saída para não perder esse capital, que é o conhecimento do produtor”, destacou o ministro, referindo-se às grandes divergências sobre as taxas de juros para o setor, além do recolhimento do Funrural definido pela Justiça. “O produtor rural não suporta mais 5% de juros ao ano, pois é uma atividade de altíssimo risco”, finalizou Maggi, informando estar em negociações com o Ministério da Fazenda na busca de redução desse percentual.

BNDES e Banco do Brasil
Ricardo Luiz de Souza Ramos, diretor do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – na ocasião representando a presidente Maria Sílvia Bastos Marques – falou sobre o crescimento de 60% dos valores disponibilizados pelo banco para o atual ano safra, destacando que “escolhemos o agronegócio como o polo de frente dos negócios do banco”. Exemplificando, comunicou aos presentes que até meados do ano, plataforma de automação de crédito estará finalizada, começando sua operacionalização pelo agro. Além disso, até final de 2017, será lançado o cartão Pessoa Física Pronafiano, direcionado ao pequeno agricultor.

Frisando a presença nas 24 edições da Agrishow, o presidente do Banco do Brasil – Paulo Rogério Caffareli – falou sobre a identificação do BB com o agronegócio, a ponto de aproveitar o evento para realizar a reunião do Conselho da instituição financeira, com a presença de todos os diretores.

O Banco do Brasil também aproveitou a Agrishow 2017 para lançar o Investimento Agro Digital, em que é possível receber pelo aplicativo BB propostas de financiamento para aquisição de máquinas, equipamentos e veículos destinados a produção agropecuária.

Ao fazer a simulação de seu financiamento, o cliente poderá verificar as linhas de crédito que melhor atendem suas necessidades. Depois, basta escolher uma das soluções de crédito e enviar a proposta. O Investimento Agro Digital está disponível para os produtores rurais da agricultura empresarial de todo o país, desde que estejam com cadastro atualizado, sem restrições impeditivas e com limite de crédito.

Opinião das lideranças do setor
O presidente do Conselho de Administração Abimaq, João Carlos Marchesan, agradeceu ao governador pelo decreto de devolução do ICMS retido, que é importante para o setor de indústrias e implementos agrícolas. Ele destacou ainda que nos últimos anos o agronegócio demonstrou sua produtividade e eficiência na economia brasileira e que o produtor rural precisa de incentivo para produzir, transportar e armazenar e que essa pujança não pode desaparecer. “Uma prova disso é que o setor de máquinas agrícolas registrou um crescimento de 5,2% no número de empregos no primeiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2016”, informou.

Antes da solenidade de abertura, em encontro com a imprensa, os executivos das entidades realizadoras avaliaram que a edição de 2017 deve superar o volume de negócios da edição de 2016, que foi de R$ 1,95 bilhão. “Todo o cenário está montado para realizarmos um excelente evento”, afirmou José Danghesi, diretor de feiras da Informa Exhibitions, promotora da feira. “O que esperamos é que não sejam criados nenhum embaraço para o crescimento esperado”, complementou o presidente da Agrishow e da Faesp – Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo, Fábio Meirelles.

O presidente da ABAG – Associação Brasileira do Agronegócio, Luiz Carlos Corrêa Carvalho, enfatizou a importância da Agrishow para a modernização das cadeias produtivas da produção agrícola nacional. Já David Roquetti, diretor executivo da ANDA – Associação Nacional para Difusão de Adubos destacou o amplo leque de produtos e serviços que a feira proporciona aos visitantes. Para o presidente da Sociedade Rural Brasileira, Marcelo Vieira, os expositores da Agrishow contribuem, de forma decisiva, para aprimorar a competitividade do agronegócio brasileiro.

O presidente de honra da Agrishow, Maurilio Biagi Filho, e o presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas, da Abimaq, Pedro Estevão Bastos de Oliveira, também participaram da coletiva de abertura do evento, que será promovido até o dia 5 de maio, em Ribeirão Preto, São Paulo. Ambos preveem crescimento de 15%  nas vendas de máquinas e implementos neste ano, em relação ao ano anterior.

A Agrishow está sendo realizada de 1º a 5 de maio, em Ribeirão Preto (SP), e é uma iniciativa das principais entidades do segmento no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB – Sociedade Rural Brasileira. O evento é organizado pela Informa Exhibitions, integrante do Grupo Informa, um dos maiores promotores de feiras, conferências e treinamento do mundo com capital aberto.

PRÊMIO BRASIL AGROCIÊNCIA É ENTREGUE AO “PAI DA SOJA”
Durante a solenidade de abertura da Agrishow 2017, o Prêmio Brasil Agrociência foi entregue ao engenheiro agrônomo Romeu Afonso de Souza Kiihl, considerado o “pai da soja” no Brasil. Com mais de cinquenta anos dedicados à pesquisa para o melhoramento genético da soja, ele foi um dos responsáveis pela adaptação da oleaginosa no país. O Prêmio foi dado pelo presidente da Agrishow e da FAESP, Fabio Meirelles, pelo presidente de Honra da Agrishow, Maurilio Biagi, pelo ex-Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, e pelo diretor executivo da ANDA, David Roquetti.

*A MundoCoop esteve na Agrishow 2017 a convite dos organizadores.



Publicidade