BC lança LIFT Challenge para avaliar casos de uso do Real Digital

Publicado em: 03 dezembro - 2021

Leia todas


Edição especial Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas de Desafio do Real Digital, o LIFT Challenge Real Digital tem o objetivo de avaliar casos de uso de uma moeda digital emitida pelo Banco Central do Brasil (BC), o Real Digital, bem como sua viabilidade tecnológica. A nova versão do laboratório de pesquisa aplicada receberá as propostas de projetos de inovação tecnológica, elaboradas dentro dos padrões estabelecidos em chamada específica.

O LIFT Challenge Real Digital foi lançado nesta terça-feira (30/11), pelo Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, no encerramento da série de webinars sobre “O Real Digital”, que em sua sétima e última edição abordou o tema “Tecnologias para emissão e compatibilidade com arranjos existentes”.

“Esperamos que o Real Digital possa se tornar parte do cotidiano das pessoas, que seja utilizado em conjunto com as contas bancárias, contas de pagamentos, cartões e dinheiro em espécie, e que ajude a diversificar o portfólio dos meios de pagamentos disponíveis aos cidadãos”. Para que “possamos avançar no tema com segurança, é necessário promover testes”, continuou, ao anunciar o lançamento da “edição especial LIFT Challenge, com foco específico em testes de potenciais casos de uso do Real Digital”.

O LIFT Challenge Real Digital será configurado como um ambiente colaborativo. Realizados pela Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac), em parceria com o Banco Central, esses desafios se destinam a reunir participantes do mercado interessados no desenvolvimento de soluções inovadoras que beneficiem a população e o funcionamento do Sistema Financeiro.

“Nosso público-alvo são participantes do mercado, reunindo um público qualificado de bancos e instituições de pagamentos, fintechs e empresas de tecnologia com interesse em desenvolver um produto minimamente viável (MVP do inglês minimum viable product) com base no Real Digital”, destacou o Presidente.

Além dos proponentes de projetos, responsáveis pela proposição e desenvolvimento de soluções de inovação tecnológica aplicados à indústria financeira com foco no tema do LIFT Challenge Real Digital, poderão participar da iniciativa fornecedores de soluções tecnológicas, na condição de parceiros de projetos, bem como agentes da academia, que desejem acompanhar e avaliar projetos através de tutorias, consultorias e orientações por meio de acordos específicos com os proponentes de projetos.

Em linha com o foco do desafio, será dada a preferência para a seleção de projetos sobre as seguintes categorias de casos de uso em ambiente online:

●            Entrega contra Pagamento (DvP da expressão em inglês delivery versus payment) voltado à liquidação de transações com ativos digitais, tanto nativos do ambiente digital quanto tokenizados;

●            Pagamento contra Pagamento (PvP da expressão em inglês payment versus payment) voltado ao câmbio entre moedas;

●            Internet das coisas (IoT da expressão em inglês internet of things) voltado à liquidação algorítmica ou diretamente entre máquinas;

●            Finanças descentralizadas (DeFi da expressão em inglês decentralized finance) voltado à definição de protocolos com liquidação baseada em uma CBDC e tendo em vista requisitos de conformidade e supervisão estabelecidos em norma.

Funcionamento

O LIFT Challenge Real Digital funcionará por meio do desenvolvimento de 7 (sete) etapas consecutivas:

– Definição dos temas de interesse para submissão dos projetos;

– Submissão de propostas de projetos;

– Avaliação e seleção das propostas;

– Desenvolvimento em Laboratório Virtual;

– Suporte e desenvolvimento dos protótipos funcionais;

– Apresentação e avaliação dos protótipos; e

– Apresentação de resultados.

Submissão de propostas

A submissão de propostas será feita exclusivamente pelo site http://liftlab.com.br a partir de 10 de janeiro de 2022.

As propostas encaminhadas, que deverão ser apresentadas conforme as regras definidas pela Coordenação do Comitê Executivo de Gestão, serão submetidas em duas fases.

  • A submissão para a primeira fase deverá ser feita com a manifestação de interesse de participação na edição e o aceito do regulamento, informação do responsável pela proposta e e-mail de contato com autorização de uso das informações prestadas na inscrição para fins de contato e desenvolvimento da comunicação ao longo do período de realização do LIFT Challenge.
  • A submissão para a segunda fase envolverá um vídeo contendo uma ideia geral do projeto e destacando os aspectos inovadores dele num total de até 5 minutos; a possibilidade de presença em atividades virtuais e a entrega de uma minuta de projeto, conforme modelo específico.

Para acessar o regulamento desta edição visite o hotsite do Lift Challenge Real Digital.


Fonte: Banco Central


Notícias Relacionadas



Publicidade