Como é o movimento cooperativo em seu país?

Publicado em: 26 maio - 2021

Leia todas


O mapeamento dos atores cooperativos realizado pela Parceria ACI-UE (#coops4dev) está avançando constantemente. Desde o lançamento do mapa interativo on-line, 54 países estão disponíveis atualmente, com outros países a caminho.

Através da apresentação dos dados disponíveis, a pesquisa proporciona aos cooperados e a qualquer pessoa com grande interesse no movimento cooperativo, uma melhor visão do contexto do movimento em seu próprio país e em outros regiões. Este conhecimento pode ser crucial para comunicar a força da economia cooperativa, identificando oportunidades de networking e parceria, além dos esforços de política e defesa. Os relatórios nacionais de livre acesso ajudam os tomadores de decisão e pesquisadores a obter um acesso mais fácil aos dados sobre cooperativas.

A pesquisa oferece uma visão abrangente da situação atual do movimento cooperativo nos países cobertos, tais como o número de cooperativas, membros e empregados, bem como informações históricas de base. Duas estratégias principais empregadas são a coleta de estatísticas já disponíveis no país e uma pesquisa das organizações membros da ACI. Ela visa uma grande variedade de cooperativas, independentemente de seu tamanho, volume de negócios ou setor. Pesquisas recentes concluídas que ilustram o tamanho e a força do movimento cooperativo em todo o mundo incluem:

Reino Unido
Reino Unido, onde os membros da ACI representam 7.063 cooperativas no país, com um número total de membros de 14.008.457 e um número estimado de 241.714 funcionários.

Você sabia? – O Reino Unido é também o berço da Aliança Cooperativa Internacional (ICA), que foi fundada em Londres durante o 1º Congresso Cooperativo em 1895 e é uma das únicas organizações internacionais a sobreviver às duas Guerras Mundiais.

Malásia
Malásia, onde os membros da ACI representam 14.417 cooperativas com 6.046.031 membros. As cooperativas estão presentes na Malásia em uma ampla gama de setores, incluindo consumo, serviços, agricultura, crédito e transporte.

Você sabia? – O primeiro Congresso Cooperativo da Malásia foi convocado em 1966 com o objetivo de estabelecer uma união cooperativa nacional para unir todas as cooperativas do país. Em 1971, o segundo Congresso de Cooperativas da Malásia aprovou o estabelecimento da ANGKASA como a união nacional de cooperativas, hoje membro da ACI.

Quênia
Quênia, onde a ICA conta com 7 organizações membros plenos e 1 membro associado. O movimento cooperativo é altamente visível na economia queniana – estando presente em muitos setores tais como produção agrícola, processamento e comercialização, transporte, habitação, artesanato, imobiliário e mineração.

Você sabia? – No Quênia, o setor financeiro fornece serviços financeiros a mais de 14 milhões de membros da cooperativa. O governo do Quênia também reconhece as cooperativas como veículos importantes para a realização de seus objetivos de desenvolvimento econômico e social a longo prazo, ligados à Agenda 2030.

Brasil
Brasil, onde a Organização de Cooperativas do Brasil (OCB) e outras organizações membros da ACI contam com 6.828 cooperativas, 425.318 funcionários e 14.618.720 membros. Os principais setores cooperativos no Brasil incluem agricultura e alimentos, transporte e bancos.

Você sabia? – Em 1902, um padre suíço chamado Theodor Amstad fundou a primeira cooperativa de crédito no Brasil; a Sicredi Pioneira, que visava melhorar a vida dos residentes locais, que até então não tinham banco. Sediada em Nova Petrópolis (RS), a cooperativa ainda hoje está ativa!

A pesquisa foi realizada conjuntamente por todos os escritórios globais e regionais da ACI e a metodologia foi concebida com o apoio de especialistas externos do Instituto Europeu de Pesquisa sobre Cooperativas e Empresas Sociais (Euricse).

A Parceria ACI-UE sobre desenvolvimento internacional (também conhecida como #coops4dev) foi assinada em 2016 entre a Aliança Cooperativa Internacional e a Comissão Européia para fortalecer o movimento cooperativo como ator chave no desenvolvimento internacional.


Fonte: ICA


Notícias Relacionadas:



Publicidade