Cooperada do Cerrado ganha bolsa integral em Mestrado sobre café na Itália

Publicado em: 26 agosto - 2016

Leia todas


foto_Livia_4

Livia Mundim – ganhadora da bolsa integral em mestrado

A Fundação Ernesto Illy definiu o nome da estudante selecionada para receber bolsa integral para a edição 2017 do Mestrado Internacional em Economia e Ciência do Café (International Masters in Coffee Economics and Science Ernesto Illy). A mineira Livia Mundim, de 30 anos, foi escolhida entre 165 candidatos (recorde de inscrições) e embarcará em janeiro para Trieste, na Itália, para fazer as 400 horas de atividades do curso e obter vivência em um dos maiores polos cafeeiros do mundo.

Residente em Uberlândia e natural de Monte Carmelo, município inserido na importante região cafeeira do Cerrado Mineiro, Livia tem histórico familiar fortemente ligado ao cultivo do café: seu avô era proprietário de lavoura e passou sua experiência e paixão pelo cultivo aos filhos, responsáveis por expandir o negócio e investir em qualidade. Hoje, a fazenda da família faz parte da cooperativa dos produtores da região do Cerrado.

Livia é formada em comunicação social e pós-graduada em gestão de negócios. Morou por cinco anos no Canadá, onde se aperfeiçoou na área de gestão de pessoas e se especializou ainda mais em café, fazendo pesquisas, parcerias e disseminando a qualidade do café brasileiro entre o exigente público canadense. “Tive a oportunidade de degustar vários cafés de outras partes do mundo, como Kenya Peaberry e Colombian Gueicha. Aprendi sobre aromas, sabores e composição de blends”, conta.

Apaixonada pela cafeicultura, ela tem grandes expectativas em relação ao mestrado. “Estarei rodeada pelos maiores especialistas no mercado cafeeiro e pessoas de países produtores importantes, como Etiópia e Colômbia. Quero dividir com os produtores do Cerrado Mineiro todo o conhecimento adquirido e melhorar cada vez mais a qualidade do nosso café, principalmente na fazenda da minha família, para que possamos chegar ao nível de qualidade exigido pela illycaffè”, afirma a estudante.

Direcionado a profissionais graduados em Economia, Administração, Engenharia, Engenharia Agronômica ou Ciências, o curso tem como objetivo oferecer formação multidisciplinar sobre o mundo do café, englobando todo o ciclo produtivo desde o seu cultivo até os serviços de alimentação, incluindo a logística e o processo de industrialização. O intuito é consolidar e desenvolver relações entre as universidades e o mundo dos negócios, transferindo aos alunos o conhecimento tecnológico e cultural da illycaffè. As inscrições para alunos pagantes vão até 1º de outubro, diretamente com a Fundação Ernesto Illy, na Itália, pelo e-mail master@illy.com (em inglês).

A Fundação Ernesto Illy fornece bolsas de estudos integrais para estudantes provenientes de países produtores de café. A Universidade do Café Brasil foi responsável por receber e pré-selecionar os candidatos brasileiros à bolsa. A UDC Brasil resulta de uma parceria da illycaffè com o Centro de Conhecimentos em Agronegócios (Pensa), programa de pesquisa da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (USP) e da Fundação Instituto de Administração. Os cursos podem ser acessados no portal: universidadedocafe.com.



Publicidade