Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito: Construindo Saúde Financeira para um Futuro Melhor

Publicado em: 21 outubro - 2021

Leia todas


“Construindo Saúde Financeira para um Futuro Melhor”. Com este lema, hoje (21) é comemorado o Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito. Criado em 1948, o DICC é celebrado anualmente, na terceira quinta-feira do mês.

Com 73 anos de idade, a data é um marco para o ramo de crédito, e une cooperativistas do mundo todo para celebrar os feitos do setor, que vem desempenhando a cada ano, um papel mais forte na luta pela democratização do sistema financeiro.

Com foco nas pessoas, exercido através do princípio do “Interesse pela comunidade”, o cooperativismo de crédito tem se firmado como a alternativa ideal aos modelos tradicionais. Em um mundo cada vez mais complexo, as cooperativas seguem na missão de descomplicar o mundo financeiro, levando melhores condições, ofertas e oportunidades, independentemente do perfil de seu cooperado.

Tal missão é reafirmada com o tema deste ano – Construindo Saúde Financeira para um Futuro Melhor – que reflete com evidência os esforços das cooperativas em não apenas dar as melhores condições para o cooperado, mas também ajudá-lo a utilizá-las da melhor forma possível. Através de cooperação e solidariedade, as cooperativas seguem auxiliando milhares de famílias, que agora – no início de um mundo pós-Covid – tem novos desafios para enfrentar.

Uma potência global

No último ano, foram enfrentados grandes desafios, mas o sistema de crédito cooperativo continuou a se desenvolver e crescer. Mesmo diante de uma das maiores crises sanitárias dos últimos 100 anos, as cooperativas continuaram não só levar assistência para os que já eram seus associados, mas também ajudar novos que chegaram ao movimento.

Hoje, segundo o Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (World Council of Credit Unions, WOCCU), já são mais de 291 milhões de associados, em 86 mil cooperativas presentes em 118 países.

No Brasil, o setor hoje concentra mais de 11,9 milhões de associados, espalhados pelas 847 cooperativas presentes no país. Quando falamos em ativos, o sistema de crédito cooperativo concentra mais de R$371,8 bilhões, segundo o Panorama do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC).

Tais números mostram um crescimento constante do ramo crédito, que segue se expandindo para além dos dois dígitos. E com a chegada do Open Banking e ferramentas como o PIX, novas perspectivas se abrem para as cooperativas, que seguem antenadas com as principais tendências mundiais. Isso, sem deixar de lado a essência que elas carregam desde o surgimento da primeira cooperativa.

Uma história de inovação e empreendedorismo

A ideia cooperativista nasceu de uma visão inovadora, quando, em 1844, um grupo de tecelões – 27 homens e apenas uma mulher – da cidade inglesa de Rochdale, resolveram encontrar uma alternativa que lhes permitisse trabalhar e ganhar dinheiro de forma justa e honesta. Dessa forma surgiu a primeira cooperativa do mundo, que trazia como diferencial pessoas e não lucro. O sucesso da iniciativa foi tão grande que o capital da nova companhia (Sociedade dos Probos de Rochdale ou Rochdale Quitable Pioneers Society Limited) logo atingiu 180 libras e 1.400 cooperados, já no primeiro ano de funcionamento.

A versão pioneira de crédito da cooperativa apareceu pouco depois, em 1850, na Alemanha, quando o alemão Herman Schulze, que imaginou um sistema de crédito, de abastecimento e vendas, adaptável às necessidades da classe média alemã urbana da época, chamado Schulze-Delitzsch. Quatro anos após, o também alemão Friedrich Wilhelm Raiffeisen criou o um famoso modelo cooperativo, constituído por uma sociedade de crédito para produtores rurais financeiramente necessitados, culminando, em 1864, com a criação da cooperativa “Heddesdorfer Darlehnskassenveirein” (Associação de Caixas de Empréstimo de Heddesdorf).

Essa cooperativa ‘precursora’ já trazia eu seu cerne os ingredientes essenciais que a identificam, até hoje, das demais atividades, a exemplo da responsabilidade ilimitada e solidária com os associados, isonomia do valor do voto, independentemente de quem seja seu titular, ausência de capital social e a determinação de ‘não distribuição de sobras’, excedentes ou dividendos. Esse perfil de cooperativa existe até hoje na Alemanha.  

CoopTalks Crédito

Como parte das comemorações do Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito, a MundoCoop realizou a segunda edição do CoopTalks Crédito.

Evoluindo o tema inovação no sistema financeiro cooperativo, a proposta desse grandioso evento foi provocar, refletir, gerar pensamento, inspirar atitudes, compartilhar experiências e buscar soluções conjuntamente, no sentido de atingir, ainda mais, o nosso propósito cooperativista.

Em formato digital, o CoopTalks Crédito uniu pioneiros, inovadores do setor, ícones de negócios, consultores e, acima de tudo, empreendedores que estão na vanguarda dessa transformação global pela qual o cooperativismo está passando. 

Se você perdeu as palestras dos dois dias, e quer conferir na íntegra, acesse o canal oficial da MundoCoop no YouTube.


Por Redação MundoCoop



Publicidade