O novo episódio está no ar! Confira o Papo Coop #20

Publicado em: 15 fevereiro - 2022

Leia todas


O Papo Coop desta semana está no ar. E no novo episódio a MundoCoop recebe em seu palco virtual o escritor e Head de Conteúdo e Educação da Fortics Tecnologia, HUGO SANTOS. Para falar sobre mercado, cooperativismo e empreendedorismo, ele traz o tema A METAMORFOSE EMPREENDEDORA. 

O cooperado nasce “dono”. A base do cooperativismo tem profundas ligações com o empreendedorismo, uma vez que o modelo traz um cenário onde existe a possibilidade do indivíduo ser dono do negócio. Neste modelo, o cooperado pode crescer dentro de seu empreendimento, de inúmeras formas. 

“As origens do cooperativismo e do empreendedorismo estão entrelaçadas” 

Assim como no empreendedorismo, o cooperativismo coloca o atendimento ao cliente no foco da organização. O associado é dono e está no centro dos negócios, estando desta forma fortemente ligado à cooperativa da qual faz parte. 

Os últimos anos transformaram a sociedade. E no empreendedorismo isso não foi diferente. A tecnologia transformou as relações, e a pandemia – com todos os seus impactos negativos – impactou de diversas formas a experiência entre consumidores e empresas. 

“Empreender vai muito além do ato de gerar faturamento” 

Na pandemia, pequenos negócios tiveram que rapidamente se adaptar aos desafios do mercado. A forma como as vendas e negociações eram tradicionalmente realizadas, tiveram que migrar para novos meios. Tal movimento de adaptação tornou-se vital para o empreendedor, que precisa estar atento às mudanças a sua volta, para assim conseguir absorvê-las da melhor forma possível. 

O empreendedorismo se transforma a partir de mudanças tecnológicas, mas também sociais. Com um foco no cliente, os pequenos negócios e as cooperativas devem tratar o seu público de forma diferenciada, ouvindo as suas demandas. 

“Os cooperados precisam reencontrar o propósito do lugar nos quais estão inseridos” 

Fora do papel e da teoria, o propósito discursa sobre a mudança efetiva que o seu negócio pode trazer: Quais os impactos na comunidade onde estou inserido? De que forma estou contribuindo com o meu público? O novo propósito busca evidenciar tais resultados. 

Para que esses resultados sejam alcançados, é preciso se adaptar ao cliente: o consumidor 4.0, acostumado com marketplaces, streamings e outros serviços, que tornaram a escolha de um produto um processo mais exigente, onde uma vasta curadoria entra em jogo. O empreendedor, no contexto atual, deve entender que este novo cliente busca melhores serviços, produtos e condições. 

A troca entre consumidores muda a dinâmica do mercado, com pessoas informadas sobre o produto pelo qual busca. Diante disso, através do mercado presencial e virtual, as relações tornam-se mais dinâmicas, envolvendo muito mais do que o simples ato de comprar. O consumidor, mais do que nunca, sabe o que quer. E o empreendedor deve entender que, para que esse consumidor busque o seu produto, é preciso desburocratizar todo o caminho que leva até o momento da compra, facilitando processos e trocas. 

“O empreendedorismo dentro das cooperativas deve se transformar para inserir o consumidor 4.0” 

Com um novo perfil de consumidor do mercado, é chegada a hora de as cooperativas transformarem a forma como empreendem. Para inserir o consumidor 4.0 no radar, se faz necessário ações efetivas que busquem transformar a vida dos clientes, através dos negócios cooperativistas. 

Neste cenário, a percepção sobre empreendedorismo que já nasce com as cooperativas, as coloca como grandes protagonistas deste novo momento, uma vez que a necessidade de gerar impacto social já está na lista de prioridades do negócio. A metamorfose empreendedora nada mais é, enfim, que a necessidade de transformar o valor que a cooperativa entrega através de seu trabalho. Reencontrar o propósito, sem deixar de lado os valores que formam a identidade cooperativa. 

Para este novo momento, dois pilares ficam como “lição” para que o cooperativismo se alinhe a este novo momento: a compreensão do empreendedorismo neste mundo de transformações e a centralização das ações no cliente 4.0. A partir disso, a criação de um propósito alinhado com o novo mercado se tornará uma tarefa um pouco menos difícil, facilitando a entrega de valor para o mercado. 

Quer conferir o Papo Coop #20 na íntegra?  

OUÇA o novo episódio no Spotify!  

ASSISTA o novo episódio no YouTube! 


Por Leonardo César – Redação MundoCoop



Publicidade