Ocepar: 46 anos e um futuro com muitos planos

Publicado em: 12 abril - 2017

Leia todas


 

O mês de abril teve início com a Ocepar, no dia 2, comemorando seus 46 anos de representatividade do cooperativismo paranaense. E há muito o que comemorar. Em 2016, o faturamento do cooperativismo paranaense registrou crescimento de cerca de 16% em relação a 2015, atingindo o valor de R$ 70 bilhões. “Mesmo sofrendo os impactos do atual cenário econômico e político desfavorável, as nossas cooperativas têm obtido resultados positivos. Isso ocorre devido ao planejamento das nossas atividades. Atualmente nossas ações estão sustentadas por meio do Plano Paraná Cooperativo 100 (PRC 100), cujo principal objetivo é atingir R$ 100 bilhões de faturamento. E, para conquistar essa meta, estamos contando com a participação e coloração de todas as cooperativas filiadas, num trabalho conjunto e articulado”, afirma o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken.

Para ele, a integração entre a entidade, dirigentes, colaboradores e cooperados de todas as regiões do Estado tem sido fundamental para o desenvolvimento do cooperativismo paranaense. “Somente com a junção de esforços poderíamos ter avançado tanto. A Ocepar sempre esteve atenta às demandas vindas da base. Todas as decisões sobre os rumos que devemos tomar são discutidas e deliberadas de forma democrática e transparente, sempre com um único propósito: beneficiar nossos cooperados e prestar o melhor serviço para eles. Quando fazemos isso, desfrutamos de um efeito multiplicador pois, ao melhorar a qualidade de vida do quadro social das cooperativas, as comunidades também são beneficiadas. Isso faz parte dos princípios que norteiam o cooperativismo. Lembrando que as cooperativas são as principais empresas instaladas em pelo menos 100 dos 399 municípios do Paraná, proporcionado oportunidades de emprego, geração de renda e movimentando as economias locais”, ressalta.

A movimentação da organização cooperativa estadual se estendeu até 10 de abril, quando o presidente da instituição recebeu, das mãos dos colaboradores, o Plano de metas 2017, composto pelas atividades planejadas por todos os funcionários da entidade para serem executadas ao longo do ano. Esse plano, aliás, foi submetido por Ricken à apreciação dos diretores da entidade e da Assembleia Geral Ordinária (AGO), ocorrida em 3 de abril. “Agora, temos que executar o que foi aprovado na AGO”, salientou o presidente

PRC 100: evolução constante

O PRC 100, planejamento estratégico do cooperativismo paranaense, inicia nova fase em 2017. Durante a AGO, o superintendente da Ocepar, Robson Mafioletti, fez a apresentação dos 12 anteprojetos do PRC 100, destacando que eles são resultado des discussões realizadas em agosto de 2016  pelos comitês técnicos especializados, formados por representantes do Sistema Ocepar e das cooperativas do Paraná, responsáveis pela construção das estratégias para alcançar os objetivos do PRC 100, com base em cinco pilares: financeiro, mercado, cooperação, infraestrutura, governança e gestão.

O PRC 100 está fundamentado em cinco pilares e segmenta-se em 12 temas:

Pilar Financeiro:

  1. Créditos Tributários: estudo de alternativas para a realização dos ativos tributários.
  2. Estrutura de Capital: modelo de classificação de risco e proposta técnica.
  3. Políticas Públicas: proposta de políticas públicas com as demandas das cooperativas nos temas de Crédito Rural, Gestão do Risco Rural, Pesquisa entre outros.

Pilar Mercado:

  1. Expansão de mercado: Projeto Conhecer para Fornecer.
  2. Cooperativismo: pesquisa com os consumidores sobre os produtos e serviços das cooperativas.

Pilar Cooperação:

  1. Parcerias & Alianças: desenvolvimento de modelos de parcerias para as possibilidades identificadas no mapeamento realizado em 2016.

Pilar Infraestrutura:

  1. Logística: ações/trabalhos sobre pedágios e portos (concessões)
  2. Armazenagem: estudo e projeção da capacidade de armazenagem das cooperativas até 2020
  3. Energia: desenvolvimento de modelos de negócio para alternativas de geração de energia renovável e participação no mercado livre
  4. Tecnologia: estudo de viabilidade para a formação de aliança estratégica em tecnologia da informação e alternativas de integração de plataformas tecnológicas

Pilar Governança e Gestão:

  1. Agentes: Programa de Desenvolvimento de Agentes
  2. Governança Cooperativa: mapeamento e desenvolvimento de modelos de governança para as cooperativas

Resultados

Os números que resumem o ano de 2016 fizeram parte dos resultados apresentados na 24ª reunião ordinária referente à gestão 2015/19 e na Assembleia Geral Ordinária (AGO) da entidade, e compôs a pauta ao lado do plano de ação do Sistema Ocepar e os anteprojetos apresentados pelos subcomitês do PRC 100, o planejamento estratégico do cooperativismo paranaense. Na mesma data, foi realizada a 13ª reunião ordinária do Conselho Administrativo do Sescoop/PR.

Representantes de 62 cooperativas filiadas ao Sistema Ocepar, somando cerca de 90 pessoas, aprovaram as prestações de contas de 2016 realizadas em Assembleia Geral Ordinária (AGO) pelo Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar) e Federação e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Fecoopar). Na oportunidade, houve ainda a aprovação dos balanços patrimoniais, além dos orçamentos e dos planos de ação de 2017. Também foram apresentados os pareceres das auditorias e dos Conselhos Fiscais da Ocepar e Fecoopar.

Segundo ex-presidente do Sistema Ocepar, João Paulo Koslovsk, os resultados atestam “a importância da Ocepar para as cooperativas do Estado do Paraná. É um trabalho magnífico que, se não contasse com o apoio dos senhores, presidentes, diretores e colaboradores das cooperativas, jamais o cooperativismo paranaense poderia atingir os números apresentados aqui. Esta é a realidade”, afirmou o i, ao participar da Assembleia Geral Ordinária de prestação de contas, realizada na tarde desta segunda-feira (03/04), em Curitiba.

Plano de metas 2017

O documento – que contém as atividades planejadas por todos os funcionários da entidade para serem executadas ao longo do ano – já tem data para o cumprimento da primeira tarefa: uma análise da situação das cooperativas. “É importante estarmos atentos às necessidades das cooperativas para prestarmos o melhor serviço para elas. Nesse sentido, também estaremos realizando a primeira rodada dos Encontros de Núcleos Cooperativos deste ano, entre os dias 15 e 18 de maio, para levantar as demandas das nossas filiadas”.

O presidente afirmou que um dos diferenciais do setor cooperativista paranaense encontra-se no planejamento das ações. “Nós temos um rumo a seguir e o PRC 100 (Plano Paraná Cooperativo 100) é a prova disso”, frisou. Ricken lembrou também que, a partir deste ano, está sendo implantado na entidade o sistema de gestão estratégica orientada por resultados (Geor), com apoio do Sebrae/PR. “O objetivo é premiar o resultado efetivo apresentado pelos colaboradores”.

Na reunião desta segunda-feira, os superintendentes da Ocepar, Robson Mafioletti, do Sescoop/PR, Leonardo Boesche, e da Fecoopar, Nelson Costa, repassaram aos funcionários as informações sobre a nova forma de organização das três entidades que formam o Sistema Ocepar. “As mudanças no organograma ocorreram principalmente em relação às gerências, que deverão ter uma atuação integrada e de articulação. Já os coordenadores terão uma ação mais técnica”, explicou Ricken. Ele ainda ressaltou a função do setor de planejamento e controle, que deverá dar respaldo a todas as demais áreas da entidade no cumprimento dos objetivos traçados no Plano de Metas. “Essa será uma das prioridades”, frisou.

Dos planos para 2017, faz parte a realização de 7.633 eventos de formação e promoção social, somando 101.135 horas/aula, com 177.185 participações. Os números fazem parte do Plano de Ações de 2017 do Sescoop/PR, entidade responsável pela área de formação profissional, promoção social e monitoramento do Sistema Ocepar. De acordo com o superintendente do Sescoop/PR, Leonardo Boesche, nesse ano, a entidade tem previstas atividades ligadas aos programas de Certificação de Conselheiros, Capacitação de Agentes de Desenvolvimento Humano, Aperfeiçoamento Profissional e de Promoção Social, Mestrado Profissional em Gestão de Cooperativas, além da implementação de um Programa de Capacitação para atender aos profissionais das cooperativas-escola e de um método de ensino à distância. A entidade deve ainda dar continuidade ao assessoramento na implantação de planos estratégicos do PRC 100, à capacitação de conselheiros fiscais, contadores, auditores internos, profissionais de finanças, à implantação do Plano Estratégico de Desenvolvimento Cooperativo (PEDC) e, também, promover o aprimoramento das visitas técnicas, entre outras atividades.

Resultados 2015

A título de comparação, no ano passado, o Sescoop/PR promoveu 6.883 eventos, registrando crescimento de 6% em relação ao exercício anterior; totalizando 94.397 horas/aula, 10% a mais que em 2015, e 186.876 participações, o que representa 4% a mais em comparação ao ano anterior. Em 2016, os recursos aplicados nessa área chegaram a R$ 32,21 milhões, 21% a mais em relação a 2015. Entre os destaques do ano passado na área de formação profissional estão os Programas de Capacitação de Lideranças e de Certificação de Conselheiros, e, ainda, o apoio a três turmas de graduação, com 72 alunos; a abertura de 14 novas turmas de pós-graduação, além de outras 49 em andamento, contemplando ao todo 1.594 alunos, e a realização de fóruns especializados, abrangendo 17 modalidades, 33 encontros, com 1.287 participantes, entre outras atividades.

Na área de promoção social, o Sescoop/PR promoveu o Encontro da Liderança Feminina, com 155 participantes, em Verê, no Sudoeste do Paraná; o Elicoop Jovem, com 25 participantes, em Curitiba; o evento em comemoração dos 25 anos do Jovemcoop, em Caiobá, com 250 lideranças de 12 cooperativas, e o Encontro Interestadual dos Programas Cooperjovem e A União Faz a Vida, em Curitiba, com 700 profissionais da Educação. Já o Cooperjovem teve sequência no ano passado, abrangendo 22 cooperativas, mais de 27 mil alunos, 1458 professores de 328 escolas em 84 municípios paranaenses. O Sescoop/PR apoiou ainda a realização do Dia C – Dia de Cooperar que, no Paraná contou com o envolvimento de 97 cooperativas, com 32 iniciativas em 21 municípios e dois mil voluntários.

Em monitoramento, os destaques são as 158 visitas técnicas realizadas ao longo do ano passado, que contaram com 1408 participantes, ente os quais 125 presidentes, 384 diretores, 189 conselheiros fiscais, 248 gerentes, 137 agentes e 325 profissionais. Para orientar as cooperativas, foram elaborados 36 cenários, sendo 20 regionais, 12 por ramos, um nacional do ramo crédito, um nacional do ramo saúde e duas projeções de fechamento para dezembro de 2016.

Um pouco de história

Tudo começou quando representantes de 34 cooperativas do Paraná se reuniram em Curitiba, em 2 de abril de 1971, para o III Encontro de Dirigentes Cooperativistas e para Assembleia Geral, e decidiram fundar a organização, com a missão de representar e defender os interesses do sistema cooperativista paranaense perante às autoridades constituídas e à sociedade, bem como prestar serviços adequados ao pleno desenvolvimento das cooperativas e de seus integrantes.

Naquele ano, de acordo com estudos do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), havia no estado cerca de 56 mil cooperados, a maioria associados a cooperativas dos ramos agropecuário e de consumo. Atualmente, a entidade possui 221 cooperativas filiadas, de dez diferentes ramos (agropecuário, crédito, saúde, transporte, infraestrutura, educacional, habitacional, turismo e lazer, consumo e trabalho) que, juntas, possuem 1,4 milhão de cooperados, geram mais de 2,8 milhões de postos de trabalho e alcançam 3 milhões de pessoas, entre  associados, colaboradores e familiares. Juntamente com o Sescoop/PR e a Fecoopar, a organização integra o Sistema Ocepar.

Atualmente há registradas no Sistema Ocepar 221 cooperativas de 10 diferentes ramos (agropecuário, crédito, saúde, transporte, infraestrutura, educacional, habitacional, turismo e lazer, consumo e trabalho) que, juntas possuem 1,4 milhão de cooperados. No ano passado, o faturamento do cooperativismo paranaense registrou crescimento de cerca de 16% em relação a 2015, atingindo o valor de R$ 70 bilhões.



Publicidade