ONU promove inclusão social por meio do cooperativismo

Publicado em: 11 julho - 2017

Leia todas


Lavradoras de café da Cooperativa Café Timor separando grãos. Foto: ONU/Martine Perret

“Trabalhemos nas fortalezas das cooperativas enquanto juntamos os esforços para implementar a Agenda 2030 e assegurar que ninguém fique para trás”, disse Guy Ryder, diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), referindo-se à Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que inclui os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). “O trabalho decente é um mecanismo fundamental para a inclusão e a justiça social”, destacou o diretor lembrando que esse tema norteou as comemorações de 2017 no Dia Internacional das Cooperativas, que busca assegurar que ninguém fique para trás. “Significa estar particularmente atentos à situação de trabalho de mulheres e homens que estão em risco de exclusão e pobreza, incluindo pessoas com deficiências, povos indígenas, imigrantes e refugiados”, comentou.

O cooperativismo permite às pessoas criarem suas próprias oportunidades econômicas por meio da força coletiva, afirma a ONU, embora ainda existam áreas onde o potencial das cooperativas pode ser explorado.

Ryder aponta que cooperativas poderiam cumprir um papel potente nos esforços de eliminar o trabalho infantil, o trabalho forçado e a discriminação laboral. “Abordar os desafios multidimensionais para a inclusão vai requerer cooperação e parceria”, disse Ryder.

As estatísticas divulgadas pelo Departamento da ONU de Assuntos Econômicos e Sociais mostram que as 300 maiores cooperativas do mundo geram um volume de negócios anual de 2,5 trilhões de dólares, mais do que o PIB da França.

O Dia Interacional do Cooperativismo 2017 foi comemorado em 1º de julho, mas o Comitê de Promoção e Avanço das Cooperativas (COPAC) – cuja associação inclui a OIT, a ONU e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) – comemora o Dia Internacional das Cooperativas deste ano durante o Fórum Político de Alto Nível, entre 10 a 19 de julho na sede das Nações Unidas em Nova Iorque. O tema do evento deste ano é “erradicar a pobreza e promover a prosperidade num mundo em mudança”.



Publicidade