WebCoop: a inovação já faz parte da sua cooperativa?

Publicado em: 07 outubro - 2020

Leia todas


No início de 2020, a International Standards Organization (ISO), organização internacional formada por especialistas de diversas áreas de gestão em mais de 160 países, publicou a norma ISO 56.002, que visa padronizar as terminologias, ferramentas e métodos voltados à gestão da inovação empresarial. Porém, quais são as práticas dessa nova norma?

Foi com essa questão que se iniciou o webinar “A inovação já faz parte da sua cooperativa?”, promovido pela MundoCoop no dia 01/10 e que teve as participações ilustres do Especialista em Gestão Estratégica da Inovação pelo ISAE/FGV, Thiago Martins Diogo; o Professor convidado em parceria do ISAE/FGV, Hélio Gomes de Carvalho e o Idealizador e coordenador do comitê da Norma de inovação no Brasil no Brasil por 12 anos, Júlio César Félix.

Buscando as melhores práticas a fim de elevar as corporações do mundo a um novo patamar de indústria 4.0, a ISO é um sistema de gestão de inovação que segue as estruturas de metodologia de trabalho. Porém, segundo especialistas, apenas 2% das empresas brasileiras estão aptas para seguir as recomendações da nova norma. “O nosso esforço foi feito no sentido de dar uma ferramenta para ajudar as empresas no método de organização dos processos de inovação”, afirmou Júlio César explicando as práticas da norma.

Diante do contexto das transformações tecnológicas, as organizações podem se sentir perdidas sobre como manterem o negócio atraente e lucrativo em um ambiente de constante mudança, e isso não é diferente para as cooperativas. Contudo, o movimento sempre teve um bom engajamento nesse sentido, mas precisa acompanhar o fluxo rápido de adaptação. “O primeiro grande passo que as cooperativas tem que dar, é entender o conceito de inovação que vai utilizar internamente. E com isso, ver o que a norma apresenta e criar algo adaptado a partir da cultura da cooperativa”, explicou Hélio.

O conceito de inovação é caracterizado por uma novidade ou valor e a ISO 56.002, defende que uma inovação pode ser um produto, serviço, processo, modelo, método ou a combinação de todas elas. “É fundamental que a inovação agregue valor para todas as partes interessadas e quando você tem uma gestão de inovação dentro de uma cooperativa, você consegue se articular”, argumentou Thiago.

Quer saber mais sobre essas e outras questões discutidas? Confira o webinar completo com exclusividade no link abaixo!

Clique aqui e assista!


Por Redação MundoCoop


+daMundoCoop



Publicidade