Harmonia e humanização para o progresso

Publicado em: 24 setembro - 2021

Leia todas


Como se reinventar após quase 100 anos de história? Ou ainda…como manter intactos os valores e princípios de uma cooperativa com quase um século de existência? A Vinícola Garibaldi, localizada no Rio Grande do Sul, é um exemplo de cooperativa que progrediu e atingiu o sucesso pautada na humanização e na harmonia entre – como eles descrevem – pessoas, processos e produtos.

Para entender os desafios enfrentados em mais de noventa anos de história e como a vinícola construiu uma premiada história de sucesso, a MundoCoop conversou com exclusividade com o Diretor executivo da Cooperativa Vinícola Garibaldi, Alexandre Angonezi.

Confira a entrevista na íntegra!

MundoCoop: Com mais de nove décadas de existência, a Vinícola Garibaldi mostra até hoje uma profunda dedicação com seus objetivos e valores. Tal cenário, tem resultado em diversas premiações ao redor do mundo, ano após ano. A quais fatores vocês associam esse histórico de sucesso? Como a história do cooperativismo e da Vinícola se entrelaçam? 

A história da Cooperativa Vinícola Garibaldi inicia com 73 produtores em 1931. Desde aquela época, o associativismo e os princípios do cooperativismo foram sendo cultuados e desenvolvidos. Gerações depois da fundação, vivemos hoje um período de reafirmação desses valores de forma muito mais madura e profunda, visto ser fruto de um entendimento melhor elaborado. Isso ocorre especialmente pelo desenvolvimento do “pensamento estratégico” da Cooperativa e a visão de que o desenvolvimento sustentado e o futuro dependem desse alinhamento de objetivos baseados no cooperativismo. 

MundoCoop: O cooperativismo tem em sua essência a preocupação com pessoas, algo que a Vinícola Garibaldi demonstra constantemente junto aos seus cooperados e clientes. Qual a importância dessa humanização praticada pela cooperativa? O que os levou a investir em experiência do cliente, que na cooperativa vai do atendimento diário até as experiências imersivas disponíveis para o público? 

Quando mencionamos o pensamento estratégico da Cooperativa Vinícola Garibaldi, nos referimos ao nosso grande propósito, traduzido como “A vida em harmonia”. Sua leitura indica que devemos, sempre, fazer o correto e o justo, em atendimento a todas as pessoas envolvidos na Cooperativa. Esse ciclo envolve desde o associado, como primeiro elo dessa cadeia e principal interessado, passando por aqueles que trabalham conosco e se dedicam a fazer bem feito, pelos fornecedores que primam em bem nos atender, cultivando uma relação de parceria, pela sociedade em que estamos inseridos, pela participação na comunidade e, por fim, chegando aos consumidores e clientes. Afinal, é para eles que mobilizamos nossos esforços de bem atender e gerar experiências marcantes. Assim, seguimos o compromisso de gerar valor a toda essa cadeia, “do vinhedo à mesa”. 

MundoCoop: A Cooperativa Vinícola Garibaldi realiza um profundo trabalho de integração geracional, com foco na sucessão familiar. Por que este tema deve ser trabalhado como prioridade? Atualmente, como a cooperativa enxerga as relações familiares dentro da cultura da uva? 

A promoção da continuidade das famílias dos associados a Cooperativa Vinícola Garibaldi ocorre, principalmente, pelo compromisso de proporcionar boa qualidade de vida ao associado, seja pela rentabilidade ou segurança na sua atividade. Assim, temos inúmeros casos de jovens que, em dado momento, haviam saído do campo, em busca de aprimoramento e/ou de oportunidades melhores, e que agora estão retornando à atividade produtiva do campo, promovendo a continuidade da propriedade. Voltamos ao conceito de sustentabilidade no sentido da perpetuação da atividade, desde o campo (vinhedo) até às experiências positivas marcantes de consumo (mesa). 

Com quase nove décadas de atuação, a Vinícola Garibaldi se destaca não apenas pela qualidade dos produtos, mas também pelo oferecimento de experiências completas para amantes de vinho e espumantes

MundoCoop: Um dos maiores desafios do cooperativismo atualmente é trazer para dentro do movimento as novas gerações. Quais caminhos podem ser seguidos para atrair e manter o jovem dentro da cooperativa? A Vinícola Garibaldi realiza alguma ação neste sentido? 

Dentro do pensamento estratégico da Cooperativa Vinícola Garibaldi estão ações de incentivo e mobilização dos diferentes grupos de associados, como os jovens. Para eles, são promovidos a fim de discutir questões técnicas e de gestão da propriedade, reforçando os princípios do cooperativismo. Da mesma forma ocorrem ações específicas para as mulheres associadas, estimulando sua maior participação na vida da propriedade. Esses eventos contemplam treinamentos, palestras técnicas, palestras motivacionais, visitas técnicas, viagens de estudos, entre outros. 

MundoCoop: Nos últimos anos, temas como a sustentabilidade, a governança e o fator social tem sido amplamente discutidos dentro das organizações. Como a Vinícola está trabalhando estes temas em seu dia a dia? 

Esse trabalho ocorre especialmente em atendimento ao pensamento estratégico de promover a geração de valor com sustentabilidade. Para tanto, adotamos já há alguns anos, o modelo de gestão e governança do PDGC, incentivados pelo sistema Sescoop. Percebemos vários avanços nesse sentido, desde um sistema de governança mais robusto e confiável, garantido ações corretas e justas para minimizar riscos, até melhorias na gestão da Cooperativa para que as diretrizes sejam conduzidas a bons resultados. 

MundoCoop: A cooperativa possui em sua filosofia a “harmonização entre pessoas, processos e produtos”. Como essa missão é colocada em prática? 

O propósito de “A vida em harmonia” se traduz no dia a dia de todos os envolvidos. Uma vez definido que defendemos e precisamos “fazer o que é certo”, esse propósito se faz cumprir. Assim, nossas ações são pautadas em promover a harmonia (o certo, o justo) entre todos os envolvidos. O cuidado e o carinho na produção das uvas, processos internos bem ajustados que primam pela qualidade e segurança, a promoção de experiências positivas que geram prazer aos consumidores pelos dos nossos produtos são exemplos dessa busca por harmonia. 

MundoCoop: Nos últimos meses, a Cooperativa Vinícola Garibaldi tem investido amplamente em tecnologia e desenvolvimento de produtos. Qual a importância de buscar novos negócios, dentro de um ramo tão consolidado? Quais as perspectivas da cooperativa para o setor? 

Somos muito otimistas em relação ao futuro da Cooperativa Vinícola Garibaldi e do segmento. Acreditamos que há um amplo caminho a ser trilhado para promover o aumento de consumo e de participação de mercado. Dois fatores, especialmente, embasam essa percepção: os novos “momentos” de consumo e a entrada de diferentes segmentos de consumidores. Para que esses resultados ocorram, procuramos protagonizar esse movimento, ajudando a construir tal futuro. Desta forma, atentos a esse cenário e para promover esse movimento positivo, estamos, constantemente e de forma planejada, investindo em inovação, lançamento de novos produtos, melhorias de processo, aumento de produtividade, qualidade e segurança. Além de aumento de capacidade, é claro, para atender a esse crescimento. 


Por Leonardo César – Redação MundoCoop


Confira outras entrevistas exclusivas:



Publicidade