Inovação e cooperação trilhando os novos caminhos da Seguros Unimed

Publicado em: 23 junho - 2021

Leia todas


Em momentos de crise a capacidade de se reinventar é o que garante a continuidade de uma atuação com excelência e foi levando isso em consideração que a Seguros Unimed se preparou para dar o próximo passo em sua trajetória.

Ocupando uma importante posição entre as melhores e maiores seguradoras do país, o grupo segurador e braço financeiro do Sistema Unimed recentemente elegeu sua nova diretoria para o mandato 2021-2025 e já traçou importantes metas para essa nova etapa na história da instituição.

Entre a composição da diretoria está o médico sanitarista, Helton Freitas, reeleito Diretor-Presidente da Seguros Unimed, que lidera a companhia desde 2015 e, em entrevista exclusiva para a MundoCoop, falou sobre as maiores novidades planejadas, as prioridades daqui para frente e como a sustentabilidade, inovação tecnológica e cooperativismo influenciarão cada vez mais o futuro do setor!

Confira!

O senhor se dedica à área da saúde há muitos anos, se envolvendo também com o cooperativismo em sua trajetória. O que o movimento cooperativista influenciou em sua atuação e carreira na saúde?

São mais de 30 anos de atuação no cooperativismo médico brasileiro. Cursei medicina, na Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte, e fiz residência em saúde pública e medicina do trabalho.

Iniciei no movimento cooperativista ainda na faculdade, quando fui o primeiro aluno a presidir uma cooperativa de consumo (da faculdade). No setor público, atuei no Hospital das Clínicas da UFMG e fui assessor do secretário adjunto de Saúde de Belo Horizonte. Ingressei no Sistema Unimed em 1998, tendo atuado como presidente da Unimed-BH entre 2006 e 2014. Em 2015, assumi a presidência da Seguros Unimed, o braço segurador e financeiro do Sistema Unimed.

O cooperativismo moldou minhas escolhas profissionais desde o início. Para mim, é um propósito maior que norteia o meu trabalho. Acredito muito no potencial das cooperativas ao redor do mundo. E tive a sorte de poder aliar o cooperativismo com a gestão em saúde, atuando no Sistema Unimed.

Quais os principais objetivos para esse novo mandato à frente da Seguros Unimed?

Vivemos o início de um novo tempo na Seguros Unimed, com respeito aos nossos 30 anos de história e com os olhos postos no futuro. Um movimento que tem como proposta estratégica o trabalho integrado e sinérgico com as entidades nacionais do Sistema Unimed, que prioriza inovação tecnológica, novos modelos assistenciais e mais eficiência à nossa operação. Seguimos comprometidos em cuidar dos nossos colaboradores e clientes, potencializando as oportunidades de negócios para todo o Sistema Unimed.

A partir do trabalho conjunto com as Unimeds, muitas novidades virão por aí. Estamos atuando juntos para garantir mais eficiência e inovação na frente assistencial, por exemplo. Tudo isso porque a satisfação do cliente está no centro das nossas ações!

Há alguns anos a Seguros Unimed ocupa um importante lugar entre as melhores empresas de seguros e seguradoras de saúde do país. Ao que se deve essa posição?

Somos especialistas em soluções personalizadas em seguros que atendam ao setor da saúde e às cooperativas, além do Sistema Unimed. E atuamos com um planejamento estratégico com foco em melhoria contínua, inovação digital, eficiência operacional e na satisfação dos nossos clientes em todo o Brasil.

Além de estar posicionada entre as melhores e maiores seguradoras do país nos principais rankings de negócios, a Seguradora conquistou a nota máxima e está pelo quinto ano consecutivo na faixa de excelência do IDSS, avaliação de qualidade e eficiência das operadoras realizada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar. 

A Seguros Unimed é o grupo segurador e braço financeiro do Sistema Unimed, rede de cooperativas médicas presente em 84% do território nacional. Além do ramo saúde, conta com negócios nos segmentos de odontologia (Unimed Odonto), vida, previdência (aberta e fechada) e nos Ramos Elementares (seguros patrimoniais e de responsabilidade civil profissional). Há também uma gestora de recursos financeiros, a InvestCoop Asset Management. Atualmente, mais de 6 milhões de clientes confiam à Companhia o cuidado com a sua saúde e a proteção de seu patrimônio.

Qual o papel e importância do cooperativismo no sucesso da Seguros Unimed?

A Seguros Unimed teve sua origem no Sistema Unimed – principal rede de cooperativas de trabalho médico do mundo – e vivencia a essência do cooperativismo em suas relações e no seu jeito de fazer negócios, há mais de 30 anos. A cooperação é parte do nosso negócio. É um valor corporativo. E direciona a nossa forma de trabalhar, de maneira conjunta com as Unimeds, para a construção de um futuro mais sustentável.

O cenário brasileiro ainda é de incertezas e possíveis mudanças. Atualmente, quais são as prioridades e metas da Seguros Unimed? Qual o foco daqui para frente?

Em 2021, seguiremos investindo na construção de pilares que ampliem nossa participação de mercado, consolidando a Seguros Unimed como uma referência para o Sistema Unimed, o setor de saúde e as cooperativas. Vamos investir ainda mais na nossa comunicação com o sistema cooperativista e os clientes, aprimorando recursos tecnológicos e inovação digital para ganhar ainda mais eficiência, além de simplificar e agilizar nossos processos.

A Seguros Unimed também é uma referência em inovação. Quais investimentos tecnológicos têm sido feitos? O que mudou com a pandemia?

A inovação é uma diretriz estratégica de futuro na Seguros Unimed. Os investimentos em tecnologia digital, nos últimos anos, foram fundamentais para garantir a continuidade da nossa operação na pandemia. Foram R$ 94 milhões destinados à modernização do parque tecnológico da Companhia desde 2018, sendo R$ 38,6 milhões apenas em 2020.

Um dos destaques, no último ano, foi a implantação do serviço de Teleorientação Médica 24 horas, disponível no Super App da Seguros Unimed.  Até 15 de maio, foram mais de 180 mil atendimentos, com mais de 76 mil consultas médicas em vídeo. O serviço, para orientações confiáveis em caso de dúvidas ou mesmo sintomas da Covid-19, tem se mostrado bastante efetivo, minimizando a exposição ao risco das pessoas em ambientes hospitalares. Também disponibilizamos, via aplicativo, o agendamento de vídeo-consultas com médicos especialistas da rede credenciada, para casos não relacionados à Covid-19, uma plataforma de saúde mental, e a Teleorientação Odontológica para os beneficiários da Unimed Odonto, a nossa operadora de odontologia.

Como a Seguros Unimed insere a sustentabilidade em suas práticas? Qual o impacto desse pilar para a companhia, seus clientes e colaboradores?

A sustentabilidade é tema estratégico na Seguros Unimed. Como uma empresa cooperativista com tradição em saúde, sabemos da relevância de cuidar do meio ambiente, de promover ações de responsabilidade social e, também, de contar com as melhores práticas de governança.

Neste mês de junho, por exemplo, quando comemoramos o Dia Mundial do Meio Ambiente (5/06), também celebramos um ano de parceria com a Fundação Biodiversitas. A Seguradora apoia a conservação da Arara-azul-de-lear, na Estação Biológica de Canudos, na Caatinga baiana. Somos a primeira empresa a apoiar um sítio da Aliança Brasileira para Extinção Zero, servindo de modelo para inspirar iniciativas semelhantes em nível internacional.

Destaco também o Projeto Reciclo, que estimula o descarte adequado das carteirinhas inutilizadas do seguro-saúde – entre clientes e colaboradores – em máquinas Papa Cartão, disponíveis na sede da empresa e em estações do Metrô em São Paulo; o Programa Digital+, que garante a eliminação de impressões na Companhia e a digitalização de documentos na plataforma DocuSign; e a preservação da Praça Silvio Romero, em São Paulo.

Na frente social, realizamos ações de educação em saúde para crianças e adultos de comunidades carentes; arrecadamos lacres de alumínio, entre os nossos colaboradores e clientes, para serem trocados por cadeiras de rodas (Projeto Eu Ajudo na Lata); e patrocinamos  a orquestra de jovens da Unibes (instituição União Brasileiro-Israelita do Bem-Estar Social).

Desde o início da pandemia, doamos mais de 53 toneladas em cestas básicas, 10 mil Equipamentos de Proteção Individual para profissionais da Saúde, além de kits de higiene e frutas para comunidades em situação de vulnerabilidade social. Também houve apoio financeiro ao FUMCAD (Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente).

Quais as suas perspectivas em relação ao mercado de seguro de saúde no Brasil? O que esperar do futuro do setor no país?

Com o avanço da vacinação, as demandas na área de saúde retomam uma rotina mais próxima do período pré-pandemia. Há muita demanda represada por consultas, cirurgias, tratamentos que as pessoas estão aguardando um cenário de normalidade para seguir adiante. As operadoras de saúde precisarão ser muito eficientes para suportar esse atendimento com eficácia e agilidade. A telemedicina veio para ficar e requer atenção e constante investimento para se sustentar. Inovação, eficiência e sustentabilidade dos negócios estão na pauta diária das empresas.


Por Fernanda Ricardi – Redação MundoCoop



Publicidade