Intercooperação e inovação para o futuro da saúde

Publicado em: 02 setembro - 2021

Leia todas


Nos últimos anos diversos ramos da sociedade tem passado por mudanças e reformulações. As demandas dos novos tempos pedem por soluções inovadoras e a busca de novas ideias para um novo tipo de sociedade. Tais mudanças, atingem todos os setores da indústria, incluindo a saúde.

De olho nestes novos tempos, o Sistema Unimed tem trabalhado intensamente para encontrar soluções que sejam customizadas para seus clientes, melhorando ainda mais os serviços e a experiência final para os seus mais de 18 milhões de beneficiários. Para isso, o Sistema conta com a divisão Unimed Participações, que trabalha criando estratégias para trazer novos processos para o ecossistema Unimed.

Para entender o papel dessa divisão e as perspectivas para o futuro do setor no Brasil, a MundoCoop conversou com exclusividade com o Presidente da Unimed Participações, Adelson Severino Chagas. Entenda como o grupo está trabalhando os desafios deixados pelo cenário pandêmico, e como o cooperativismo tem sido um dos pilares das decisões da divisão, e do Sistema Unimed como um todo.

Confira a entrevista na íntegra!

MundoCoop: O que representa para o Sr. estar à frente da Unimed Participações? Quais os principais objetivos para esse novo mandato? 

Vivemos um novo tempo no Sistema Unimed, com a renovação das diretorias nacionais neste primeiro semestre de 2021. Um movimento de integração e muito mais cooperação. Estamos juntos, com uma proposta de gestão alinhada, compartilhando ideias, propósitos e trilhando o mesmo caminho para levar a Unimed a novos patamares junto ao mercado, que está em constante transformação. 

A Unimed Participações integra o pilar empresarial do Sistema Unimed e tem como objetivo estratégico tornar-se um moderno hub de inovação e negócios prioritários e complementares ao ecossistema cooperativo.  

A Companhia possui uma estrutura profissionalizada com capacidade técnica para detectar oportunidades de mercado ou lacunas não atendidas no âmbito do Sistema Unimed, potencializando os ganhos para as cooperativas por meio de escala, eficiência e inovação.  

A Unimed Participações conta hoje com 222 acionistas entre empresas auxiliares e cooperativas. Sua maior controlada é a Seguros Unimed, que atua como braço financeiro e segurador a serviço das Unimeds.  

MundoCoop: Recentemente, o Sr. declarou que pretende tornar a Unimed Participações um moderno hub de negócios complementares ao ecossistema cooperativo. Quais passos a organização irá seguir para colocar esse plano em prática? 

Contamos com uma nova gestão entusiasmada e trabalhando firme para potencializar os ganhos às cooperativas Unimed em todo o país. Para isso, estamos investindo cada vez mais na profissionalização do nosso board. Na última semana, recebemos dois nomes de peso do mercado para integrar o nosso time de Conselheiros Externos: a economista Zeina Latif e o engenheiro Michel Levy. Trazemos olhares de fora para reforçar nossas premissas de ampliação dos negócios, inovação, eficiência das operações, novas tecnologias, além de garantir uma governança robusta e gerar retorno expressivo aos acionistas. 

Junto com nosso Diretor Administrativo Financeiro, Otto Júnior, e com o Diretor de Mercado e Novos Negócios, Gugelmin Neto, contamos desde o início da gestão com o Diretor Executivo, Alexandre Flores, formando uma diretoria complementar e bastante engajada na execução deste objetivo. 

A Corretora Unimed também recebe, neste mês de agosto, o especialista em vendas, negociações e resultados de alta performance, Fábio de Leão Topal. Ele assume a liderança do projeto que visa fomentar novas vendas junto com as cooperativas Unimed. 

Além disso, estamos investindo na renovação de nossos sistemas, aprimorando os nossos processos internos e estruturando uma nova forma de relacionamento com as nossas acionistas em todo o Brasil. É o início de um trabalho estruturado que visa integrar novos serviços ao maior sistema de cooperativas de trabalho médico do mundo. 

MundoCoop: Qual a importância do cooperativismo no sucesso da Unimed Participações? Como o movimento pode influenciar as mudanças daqui para frente? 

A proposta de uma holding de investimentos e participações no Sistema Unimed é contar com um olhar atento para as oportunidades do mercado, potencializando os ganhos para as cooperativas por meio de escala e eficiência sistêmica. 

Dessa forma, as acionistas da Unimed Participações contribuem para o fortalecimento de seus próprios negócios e, também, de todo o Sistema Unimed. Vejo essa proposta de trabalho como um caminho claro para ampliar a intercooperação por meio de serviços e produtos complementares.  

É importante reforçar que o cooperativismo representa a essência do Sistema Unimed. Norteia o nosso modo de fazer negócios, de nos relacionarmos e reafirma o olhar para o ganho coletivo. É uma diretriz estratégica para a construção de um trabalho conjunto, de um futuro promissor e sustentável para todos os envolvidos nesse sistema cooperativo. 

MundoCoop: Inovação e governança são dois tópicos cada vez mais em destaque no mundo dos negócios. Como a Unimed Participações pretende trabalhar esses pilares? Quais os direcionamentos serão seguidos? 

O Sistema Unimed, como um todo, tem um olhar atento à inovação em saúde, incorporando recursos que aprimorem o nosso jeito de cuidar de pessoas pelo país. A telemedicina, viabilizada em caráter emergencial por conta da Covid-19, é um bom exemplo disso. A Unimed Participações vem agregar nesse acompanhamento do mercado da saúde suplementar, ao analisar projetos e construir planos de negócios para definir a participação em investimentos prioritários ao Sistema Unimed. Tudo isso com uma governança robusta, própria do cooperativismo, a fim de garantir confiança e retornos expressivos às cooperativas acionistas. 

MundoCoop: O cenário atual advém do surgimento de novos comportamentos de clientes e posicionamentos de empresas. Como o senhor enxerga essas transformações nos negócios? 

Vivemos um momento repleto de desafios no contexto social, econômico e político. E, considerando a pandemia, muitos projetos nas empresas e tendências de mercado foram acelerados, sendo uma característica dos momentos de crise.  

Porém, acredito muito que em períodos de adversidades, também, surgem grandes oportunidades. E, nesse sentido, estamos sendo desafiados a inovar nos formatos de atendimento, no modo com o qual nos relacionamos com as pessoas e na priorização de investimentos que nos levem a um futuro ainda mais digital. 

MundoCoop: Quais as suas perspectivas em relação ao mercado atuante da Unimed Participações no Brasil? O que esperar do futuro do setor no país? 

A Unimed Participações está a serviço do Sistema Unimed e, considerando o trabalho que está sendo construído de maneira sinérgica pelas empresas nacionais do Sistema, as perspectivas são as melhores. Estamos acompanhando as movimentações do mercado, as tendências em saúde e avaliando as oportunidades para levar um serviço de cuidado à saúde e proteção à vida e ao patrimônio cada vez mais completo aos brasileiros. Formamos um sistema completo, com soluções que vão além da assistência à saúde. E, no nosso DNA, está o cooperativismo, com orgulho do que já construímos nas últimas cinco décadas e com grande entusiasmo pelo que ainda conquistaremos juntos.


Por Redação MundoCoop


Confira outras entrevistas exclusivas:



Publicidade