5 em cada 10 profissionais pensam em abrir o próprio negócio após se aposentar, revela pesquisa Catho

Publicado em: 12 agosto - 2016

Leia todas


Abrir o próprio negócio é uma das opções mais cogitadas pelos profissionais sobre o que fazer após encerrar suas atividades no mercado de trabalho. O dado é parte da Pesquisa dos Profissionais Brasileiros da Catho – que traça um panorama sobre a contratação, demissão e carreira dos profissionais do país. Veja abaixo a tabela completa com as principais atividades:

Screen Shot 2016-08-12 at 1.00.03 PM

De acordo com dados da última pesquisa, que foi realizada em 2015, há um aumento na preferência por atuar como consultor independente, se comparado com 2014 (de 18,4% para 20,2%).

Do total de pessoas que participaram dessa edição da pesquisa (realizada de 13 de junho a 29 de julho de 2015 junto a 23.011 respondentes de todo o Brasil, 54,2% do total estão empregados; sendo que 29,7% são de grandes empresas – com mais de 500 funcionários), 15% pensam em trabalhar como autônomos, o que mostra que a preferência pela modalidade permaneceu igual, se comparado com dados de 2014.

Houve um pequeno aumento, entretanto, no percentual de pessoas que pretendem se aposentar e não trabalhar mais (de 6,8% para 7%). Apenas 1,60% dos entrevistados disseram que não pretendem fazer nada após encerrar a carreira, o que permaneceu igual se comparado à pesquisa de 2014.

A pesquisa revelou também a idade em que os profissionais pretendem deixar o mercado de trabalho. De acordo com o estudo, a faixa etária média em que a maior parte das pessoas pensa em se aposentar é dos 60 aos 69 anos de idade.

Em contraponto, 20,2% dos entrevistados afirmaram que pretendem parar de trabalhar com 75 anos ou mais, o que mostra uma pequena diferença com relação à pesquisa de 2014 (18,6%). Já, uma pequena parcela dos respondentes ( 4,1%) pensa em encerrar suas atividades antes dos 50 anos, o que em 2014 representava um percentual de 5,2%.

 



Publicidade